Como se utilizam as altmetrias para avaliar a produção científica da América Latina

Altmetrias são métricas alternativas que reúnem menções feitas a artigos científicos em redes sociais, sites de notícias e blogs; políticas e patentes; Wikipedia e outras fontes para avaliar o impacto de publicações na web social. Um estudo utilizando periódicos e artigos da rede SciELO na América Latina foi realizado para qualificar a presença web dos resultados de pesquisa latino-americana e explorar o potencial da altmetria. Read More →

Como a retórica da excelência influencia a avaliação da pesquisa

Lineart Flat e-learning website hero image vector illustration. Online education knowledge concept. Laptop, profile of school studding graduation certificate, first place medal on screen.

Instituições acadêmicas divulgam seus programas de ensino e pesquisa associados a posições de destaque em rankings universitários ou a nomes que são sinônimos de sucesso, prestígio e reputação. Muitas vezes, o termo “excelência” é utilizado para qualificá-las e seus programas de pesquisa. Aqui é feita uma análise mostrando como a “retórica da excelência” é utilizada no mundo acadêmico e favorece a falta de reprodutibilidade, fraude e a distribuição ineficaz de auxílio à pesquisa e propõe estratégias para combatê-la. Read More →

Relatório da pesquisa sobre prioridades da comunidade OJS [Publicado originalmente no site do PKP]

O Comitê Técnico do PKP completou a sua primeira pesquisa com membros da comunidade, com o objetivo de entender melhor quais os recursos que gerentes e editores do OJS achariam mais relevantes para seu trabalho. Nós distribuímos a amplamente a pesquisa e ficamos contentes com a resposta entusiasmada, que resultou em mais de 524 respostas enviadas. Read More →

A ANPOCS, seus Encontros Nacionais e a Ciência Aberta

A ANPOCS tem promovido debates com editores sobre a sustentabilidade financeira dos periódicos das ciências sociais assim como sobre transformações e inovações no mundo da editoração científica e na comunicação pública das ciências, particularmente àquelas relacionadas a Ciência Aberta. Para o próximo Encontro Anual (out/22), o objetivo é fortalecer acadêmica e politicamente o periodismo científico da área e incentivar práticas que conectem a produção científica, os debates nos congressos, os repositórios e servidores de preprint e os periódicos. Read More →

PKP e SciELO anunciam parceria renovada [Publicado originalmente no blog do PKP em dezembro/2021]

O PKP tem a honra de anunciar que o SciELO se tornou o mais recente Parceiro de Desenvolvimento do PKP. Ambas as organizações compartilham a visão comum de uma colaboração dedicada a estender a capacidade da América Latina de publicar em espanhol e português, bem como em inglês. Este é um aspecto crítico para o SciELO e PKP em seus esforços para promover um intercâmbio global de conhecimento. Read More →

Os últimos golpes de periódicos predadores (ou piratas)

Albertus Seba, Locupletissimi rerum naturalium via the Wellcome Collection

A pirataria e, mais diretamente, golpes de publishers predadores estão crescendo no mundo e são uma preocupação crescente na publicação acadêmica, chamando a atenção dos publishers mais sérios. Esse problema não é tão grave na publicação científica da América Latina. Texto disponível apenas em espanhol. Read More →

A Impossibilidade da Ciência Aberta sem Alteridade e Pluralidade Epistêmica [Publicado originalmente no editorial do vol. 26 no. 2 na Revista de Administração Contemporânea]

O [objetivo deste] texto é apresentar um contraponto ao viés positivista que vem dominando o debate sobre ciência aberta e, assim, evidenciar alguns problemas e abrir espaço para um olhar mais plural e inclusivo sobre o assunto. Read More →

Post convidado – Construindo um caminho mais fácil para a publicação de livros em acesso aberto: Apoio para autores [Publicado originalmente no Scholarly Kitchen em março/2021]

Christina Emery apresenta uma visão geral atualizada do panorama dos livros em acesso aberto e examina os desafios da publicação de livros em acesso aberto de acordo com o feedback de autores e pesquisadores, além do suporte disponível para eles. Read More →

Quanto custa um artigo? Serviços de publicação acadêmica e seus valores de mercado

Quanto custa publicar um artigo em acesso aberto? Este post relata um estudo publicado na F1000Research, no qual os autores coletaram dados detalhados sobre cada etapa da publicação científica, desde a aquisição, preparação até a disseminação de conteúdo, considerando seis cenários com distintos provedores de serviços editoriais. A média de custo é de US$ 460 a US$ 520, e depende do número de artigos publicados por ano. Read More →

Implementando seu ORCID Plugin para OJS/OPS? A ajuda está aqui.

O ORCID e o Public Knowledge Project (PKP) anunciam a nova documentação para o plugin do ORCID para o Open Journal Systems (OJS). Read More →

Projeto Presença em Mega Índices propõe criar maior visibilidade para os periódicos da Coleção SciELO Brasil

Buscando ampliar a presença internacional, facilitar o acesso à informação e geração de indicadores de qualidade dos periódicos SciELO, está em curso um projeto com apoio da equipe do Scopus no Brasil para maximizar a indexação dos periódicos SciELO começando com os da coleção do Brasil. O processo, que abarca cerca de 75 periódicos, iniciou com uma pré-analise seguida por um webinário, envio de dados coletados para o Scopus e atualização de páginas informativas. Read More →

Estudo sobre o uso da modalidade de Publicação Contínua na coleção SciELO Brasil

O estudo feito por pesquisadoras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul aponta que existe uma propensão ao desprendimento dos periódicos do modelo de publicação com volume e números, tendo nos últimos anos um aumento significativo de adesão à Publicação Contínua. A modalidade ganhou importância no Brasil após ser inserida no documento de critérios para publicação da Coleção SciELO Brasil. Read More →

Como a Estratégia de Retenção de Direitos afetará a publicação científica? [Publicado originalmente no LSE Impact Blog em setembro/2021]

A extensão até a qual os autores mantêm o controle sobre suas pesquisas publicadas depende dos direitos que eles transferem ao seu publisher antes da publicação. Como parte dos esforços para promover a publicação aberta imediata das pesquisas, vários financiadores de pesquisa endossaram a Estratégia de Retenção de Direitos (Rights Retention Strategy, RRS), por meio da qual os autores podem declarar que seu manuscrito aceito pelo autor é de acesso aberto. Neste post, Stephen Eglen explora a estratégia de retenção de direitos e discute o impacto potencial que pode ter na comunicação científica de forma mais abrangente. Read More →

Comentários sobre autoria de conveniência [Publicado originalmente no editorial do vol. 93 no. 3 nos Anais da Academia Brasileira de Ciências]

Uma das consequências desta pandemia é o aumento da submissão de artigos científicos, o que tem levantado preocupações quanto à sua qualidade. Junto com isso, vêm as questões de autoria, como a autoria de conveniência, que também deve aparecer no radar dos Editores, em função das potenciais consequências deletérias que podem afetar a nova geração de cientistas. Read More →

Preprints otimizam a comunicação da pesquisa [Publicado originalmente no editorial do vol. 20 no. 4 da Revista Habanera de Ciencias Médicas]

A modalidade dos preprints vem se afirmando como passo inicial de comunicação de pesquisas após 50 anos da sua concepção no NIH dos EUA e do início da operação do servidor arXiv. Trata-se de um enriquecimento do modelo clássico de comunicação científica no qual manuscritos inéditos são submetidos a periódicos para avaliação por pares. Os periódicos têm, entre outras, a função crítica de validação das pesquisas. Os preprints são disponibilizados antes dessa validação como meio de acelerar a comunicação dos resultados das pesquisas e aperfeiçoar os manuscritos antes do envio para sua validação para um periódico. O uso de preprints é identificado como uma das práticas de ciência aberta. Read More →