Tag: Política De Apoio à Pesquisa

Discutindo indicadores em financiamento à pesquisa: Qual o papel das altmetrias? [Publicado originalmente no blog Europe of Knowledge em Dezembro/2017]

Em qualquer extensão, altmetrias, ou métricas alternativas, estão ganhando força no ensino superior. Este post é baseado em minha dissertação de mestrado, que explora o uso de altmetria com foco em financiamento à pesquisa. As altmetrias rastreiam e contam as menções de citações acadêmicas em mídias sociais, sites de notícias, documentos de política e sites de bookmarking social. Em seguida, os provedores de dados altmétricos agregam o número de menções. Isso permite uma observação de quantas vezes a pesquisa foi visualizada, discutida, seguida, compartilhada e baixada. Read More →

Critérios de autoria preservam a integridade na comunicação científica

A crescente demanda por transparência e abertura na pesquisa e sua comunicação tem por objetivo aumentar a confiabilidade e reprodutibilidade dos resultados publicados. A atribuição de autoria, por sua relevância nos processos acadêmicos de avaliação e recompensa, exige comprometimento, transparência e regras claramente definidas. Um grupo de estudiosos composto por acadêmicos, instituições de pesquisa, agências de fomento, publishers e sociedades científicas desenvolveu uma taxonomia com 14 categorias para classificar a contribuição de autores. Vincular as categorias desta taxonomia ao identificador persistente de autor (ORCID) e aos metadados do artigo permite rastrear a contribuição dos autores através de suas publicações e de sua carreira. Read More →

O sistema Qualis: a perspectiva de um periódico multidisciplinar [Publicado originalmente no editorial do vol. 89 no. 3 nos Anais da Academia Brasileira de Ciências]

O sistema Qualis de avaliação de periódicos da CAPES penaliza o desenvolvimento de periódicos multidisciplinares como os Anais da Academia Brasileira de Ciências (AABC). Presente em 39 das quase 40 áreas de avaliação, o ranking dos Anais varia do estrato A2 a B5. Quando o Qualis rebaixa o ranking dos Anais em uma determinada disciplina ocorre imediatamente uma diminuição nas submissões recebidas, afetando a evolução do periódico e a gestão editorial a médio e longo prazo. Em editorial, o editor-chefe dos AABC reivindica ações afirmativas para qualificar a pesquisa do Brasil com um periódico multidisciplinar de qualidade. Read More →

A miopia dos indicadores bibliométricos

A utilização de indicadores bibliométricos para avaliação da ciência é uma prática ubíqua, a despeito de não existir uma relação inequívoca entre citações e qualidade, impacto ou mérito científico. Um recente estudo estabelece que o uso indiscriminado destes indicadores pode dificultar a publicação de resultados inovadores de pesquisa, retardando o desenvolvimento da ciência. Read More →

Propostas de financiamento a pesquisa enviadas ao NIH podem citar preprints

O uso de preprints como meio de acelerar a comunicação das pesquisas vem se tornando uma prática frequente em muitas áreas do conhecimento, também como forma de aperfeiçoar o processo de avaliação por pares. Os National Institutes of Health, renomada instituição norte-americana de pesquisa e agência de fomento anunciou recentemente que propostas de financiamento e relatórios estão autorizados a citar preprints “para acelerar a disseminação e aumentar o rigor de seu trabalho”. Read More →

Editores de periódicos brasileiros – uma vida dura que está ficando ainda mais difícil! [Publicado originalmente no editorial do vol. 89 no. 1 nos Anais da Academia Brasileira de Ciências]

O financiamento dos periódicos do Brasil poderá aperfeiçoar-se com a extensão do prazo de vigência dos auxílios a pesquisa, de forma a permitir aos editores um melhor planejamento da publicação dos artigos. Um editorial da autoria de Alexander Kellner no primeiro número de 2017 dos Anais da Academia Brasileira de Ciências analisa o desafio enfrentado pelos editores de periódicos no Brasil e ressalta seu trabalho árduo para atrair manuscritos relevantes, buscando atingir níveis de excelência e internacionalização cada vez maiores. Read More →

Estudo avalia fontes de financiamento para pagamento de taxas de processamento de artigos em acesso aberto

Existe correlação entre as taxas de processamento de artigos (article processing charge, APC) e o Fator de Impacto das publicações? Quais são as fontes de financiamento para o seu pagamento e como estas influenciam a escolha do periódico para publicação? Estas e outras perguntas foram investigadas por autores da Universidade Nanjing, China e os resultados explicam as particularidades do acesso aberto em diferentes países. Read More →

Taxas de publicação em Acesso Aberto: nova crise das publicações seriadas?

As implicações financeiras e éticas que emergem da publicação em acesso aberto por meio de taxas de publicação na Índia são analisadas em um estudo que propõe a criação de uma plataforma a nível nacional de periódicos em acesso aberto a exemplo do SciELO para reduzir custos, aumentar a eficiência e facilitar o compartilhamento de metadados entre repositórios. Read More →

Como o Acesso Aberto pode impulsionar a carreira de pesquisadores

A completa adoção do acesso aberto ainda não foi atingida principalmente porque pesquisadores ainda não estão totalmente convencidos de que esta modalidade de publicação irá fazer por suas carreiras o mesmo que os periódicos de acesso pago. Um detalhado artigo de revisão publicado no eLife mostra que a pesquisa aberta traz inúmeros benefícios aos pesquisadores e está associada a um aumento de citações, atenção da mídia, potencial colaboração e oportunidades de financiamento e emprego. Read More →

Resultados do workshop AlterOA: recomendações para o futuro do Acesso Aberto

O futuro do acesso aberto, como alternativa preferencial na publicação de resultados de pesquisa, foi amplamente discutido no Workshop on Alternative Open Access Publishing Models, realizado em outubro de 2015 na Bélgica. Conheça as ideias inovadoras dos participantes do evento e as recomendações da Comissão Europeia para fortalecer e viabilizar este modelo de negócio. O relatório do workshop considera o SciELO o mais estabelecido entre os modelos analisados. Read More →

Comissão Europeia debate abordagens alternativas para o acesso aberto

O Workshop on Alternative Open Access Publishing Models organizado pela Comissão Europeia em outubro de 2015 reuniu especialistas para debater o futuro do acesso aberto como modelo preferencial de publicação de resultados de pesquisa financiada com recursos públicos. A abordagem do encontro priorizou temas além do simples acesso às publicações e resultou em modelos alternativos mais justos e transparentes que visam aumentar a disseminação e o uso da pesquisa pela academia e outros setores da sociedade. Read More →

Como avaliar propostas de auxílio à pesquisa?

A avaliação por pares de propostas de auxílio à pesquisa (grants) tem como finalidade julgar o mérito de projetos e pesquisadores e permitir que os melhores sejam contemplados. O diretor de uma instituição no Reino Unido compartilhou no Twitter sua dificuldade em avaliar as inúmeras propostas recebidas e deu origem a um fórum de discussão do qual emergiram ideias e sugestões. Read More →

Indicadores bibliométricos da produção científica europeia

A Europa reúne muitos países líderes em pesquisa científica e tecnológica e conta com programas de incentivo à cooperação entre instituições, países e regiões para fomentar a competitividade, impacto e relevância de sua investigação. Um completo estudo com base em índices bibliométricos analisa a produção científica da região e avalia sua contribuição na criação da European Research Area. Read More →

Contribuição do SciELO para a Globalização da Ciência [Publicado originalmente no blog “Perspectives”, da Digital Science]

O SciELO foi criado no Brasil há cerca de duas décadas, quando os índices internacionais limitavam sua cobertura aos denominados periódicos mainstream, ignorando um universo de periódicos editados por publishers regionais, principalmente de países de língua não-inglesa. Tendo por objetivo aumentar a qualidade e visibilidade da pesquisa de classe internacional publicada nestes periódicos nacionais, revisados por pares, o SciELO rapidamente emergiu como um indexador e modelo de publicação por uma rede de 15 países, que inclui mais de mil periódicos e meio milhão de artigos, atendendo a mais de um milhão de downloads por dia. O SciELO contribui para a globalização da ciência e o enriquecimento cultural do fluxo internacional de informação científica. Este post, de autoria dos diretores do SciELO, foi originalmente publicado no blog do Digital Science, “Perspectives”. Read More →

A internacionalização dos periódicos foi tema central da IV Reunião Anual do SciELO

A extensão das dimensões nacional e internacional como determinantes do desempenho dos periódicos do Brasil dominou o programa da IV Reunião Anual do SciELO, realizada no dia 2 de dezembro, no auditório da FAPESP em São Paulo. Responsáveis atualmente pela comunicação de mais de 25% da produção científica nacional indexada internacionalmente, os periódicos do Brasil influem no ranking cientométrico internacional do país, positivamente em quantidade de artigos e negativamente em citações recebidas por artigo. Read More →