[FIXO] Publicações COVID-19 do SciELO Preprints e periódicos da Rede SciELO

Preparamos uma lista que inclui os últimos preprints disponibilizados no SciELO Preprints e documentos mais recentes publicados pelos periódicos da Rede SciELO com a temática COVID-19. Acesse pelo SciELO Search. Read More →

O caminho para os ensaios de reprodutibilidade passa pelos Relatos Registrados

A necessidade de reproduzir resultados de pesquisa em nome da transparência e credibilidade da ciência passa por inúmeros desafios. Um artigo publicado pela Nature indica que, para obter melhores resultados dos ensaios de reprodutibilidade, é importante estabelecer protocolos de comum acordo com os autores do estudo original e alinhar expectativas. Os Relatos Registrados, submetidos à avaliação por pares antes da etapa experimental do estudo, se apresentam como uma solução promissora para ensaios de reprodutibilidade bem sucedidos. Read More →

Rede SciELO e acessibilidade: ênfase sobre as políticas, produtos e serviços

Ciência aberta e acesso aberto não são sinônimos de acessibilidade. Assim, as políticas e diretrizes do Modelo de Publicação da Rede SciELO, com a cooperação dos editores de periódicos e das pessoas com deficiências, serão revisadas gradativamente no que tange às normas de submissão, às estruturas e ao conteúdo dos artigos científicos. Read More →

JCR, Kafka e MAI!

Pela segunda vez, os Anais da Academia Brasileira de Ciências foram surpreendidos ao descobrir que cerca de um quarto dos artigos de um número desapareceram da plataforma Jornal Citation Reports, um problema que deveria receber a atenção da indústria da publicação e avaliação. Algumas formas objetivas de avaliar a performance de volumes ou áreas específicas em um periódico são apresentadas. Read More →

Aviso aos navegantes – os tempos estão mudando

Acesso aberto… e tudo mais. Finalmente, o que aconteceu há 20 anos parecia uma utopia de piratas de direitos autorais, está se tornando irreversível, como um tsunami. Publishers e informação científica não podem ignorar o tema do acesso aberto, para que possam competir e não fiquem fora desse mercado. As coisas estão mudando e não há volta. Read More →

Bibliodiversidade – O que é e por que é essencial para criar conhecimento situado [Publicado originalmente no LSE Impact Blog em dezembro/2019]

Comunidades acadêmicas vibrantes são sustentadas por publicações que permitem aos pesquisadores se dirigir a diversos públicos. Apesar de que muitas vezes a atenção está voltada para a publicação internacional, grande parte deste trabalho é apoiado por publicações que se dirigem ao público nacional e regional em seus próprios idiomas. Neste post, Elea Giménez Toledo, Emanuel Kulczycki, Janne Pölönen e Gunnar Sivertsen explicam a importância da bibliodiversidade para sustentar os ecossistemas do conhecimento e argumentam que a bibliodiversidade é essencial para garantir que a transição ao livro aberto no futuro continue a apoiar a criação de conhecimento situado. Read More →

Entrevista e Homenagem a Charles Pessanha [Publicado originalmente no blog da DADOS em janeiro/2020]

Charles Pessanha não é apenas um nome central na história de DADOS, periódico que ele editorou por mais de três décadas e ainda ajuda a editorar, mas também de todo o mundo da editoração científica brasileira. Em 2019, nosso ex-editor-chefe e ativo editor emérito foi duplamente homenageado, primeiro com o “Prêmio da ANPOCS de Excelência Acadêmica em Ciência Política” e, segundo, com uma entrevista para a equipe organizadora das celebrações dos 50 anos da pós-graduação do IESP-UERJ, onde Charles trabalhou e fez seu mestrado. A seguir, o vídeo da entrevista em que ele fala de sua história pessoal, da vida como editor, do nascimento do SciELO e dos desafios atuais para as ciências sociais brasileiras. Read More →

A reutilização de dados qualitativos é um campo subestimado da inovação e da criação de novos conhecimentos nas ciências sociais [Publicado originalmente no LSE Impact Blog em junho/2020]

O valor e o potencial da reutilização de dados e a metodologia associada de análise secundária qualitativa (qualitative secondary analysis, QSA) são frequentemente desconsiderados. A Dra. Anna Tarrant e a Dra. Kahryn Hughes propõem que, como a COVID-19 limita as oportunidades de pesquisa qualitativa em um futuro próximo, agora, mais do que nunca, as ciências sociais precisam considerar a subutilização dos dados qualitativos existentes. Read More →

Pode o uso público da razão combater a desinformação em torno à pandemia de COVID-19?

Discute as dinâmicas informacionais em torno da pandemia de COVID-19, com ênfase nas manifestações de desinformação ao redor da origem do vírus, da medida de distanciamento social e dos tratamentos. Destaca a importância da validação discursiva da informação, do filtro do uso público da razão, para enfrentar a desinformação. Read More →

Máscaras de tecido na contenção de gotículas respiratórias – revisão sistemática [Originalmente publicado na Acta paul. enferm. vol.33]

O uso de máscara de tecido possibilita uma barreira às gotículas quando comparada a nenhuma máscara. A máscara é um recurso adicional na prevenção e deve sempre ser associada à etiqueta respiratória, higienização das mãos, distanciamento social e isolamento dos casos. Imagem: Vera Davidova. Read More →

Demanda por leitos de UTI pela COVID-19 no Distrito Federal, Brasil: uma análise do impacto das medidas de distanciamento social com simulações de Monte Carlo

A manutenção da adesão ao nível de 58% de isolamento foi o único cenário favorável, com um pico de até 792 internações em UTI entre 05/11/2020 e 15/01/2021. A ausência do distanciamento implicaria um pico de até 7.331 internações em UTI. As projeções corroboram o efeito positivo das medidas de distanciamento social e a aplicabilidade de indicadores no seu monitoramento. Read More →

Vigilância em saúde da COVID-19 no Brasil: busca de contatos nas comunidades como estratégia de autoproteção

Consideramos que essas ações podem ser um grande avanço na vigilância em saúde da COVID-19, uma vez que essa abordagem considera a transmissão na comunidade e em seus espaços sociais com a busca dos contatos, orientação adequada e educação em saúde trará benefícios para as pessoas afetas e a comunidade em geral. Read More →

Análise inicial da correlação espacial entre a incidência de COVID-19 e o desenvolvimento humano nos municípios do estado do Ceará no Brasil [a ser publicado na Rev. bras. epidemiol.]

A incidência da Covid-19 possui dependência espacial com correlação positiva moderada e formação de clusters do tipo alto-alto localizados na região metropolitana de Fortaleza e municípios da região norte. As menores incidências foram cluster tipo baixo-baixo na região sul e na região oeste. Houve correlação bivariada positiva entre IDHM e incidência de Covid-19 com formação de cluster na região metropolitana de Fortaleza. Read More →

Fase crônica da COVID-19: desafios do fisioterapeuta diante das disfunções musculoesqueléticas [Originalmente publicado na Fisioter. mov., vol. 33]

Embora pouco seja conhecido sobre as consequências físicas da COVID-19 a longo prazo, os pacientes que necessitam de ventilação mecânica na fase mais aguda da doença podem vivenciar sérios efeitos colaterais, desenvolvendo a chamada síndrome pós-cuidados intensivos, que acomete sobreviventes de todas as idades. Imagem: Clay Banks. Read More →

Progressão dos casos confirmados de COVID-19 após implantação de medidas de controle [Originalmente publicado em Rev. bras. ter. intensiva]

Observamos que China (excluindo-se Hubei), Hubei e Coreia do Sul foram eficazes na desaceleração das taxas de crescimento dos casos de COVID-19. A eficácia das medidas tomadas por esses países pode ser observada após 1 ou 2 semanas de sua aplicação. Na Itália e Espanha, foram tomadas medidas de controle em nível nacional em uma fase tardia da epidemia, o que pode ter contribuído para a elevada propagação da COVID-19. Imagem: United Nations COVID-19 Response. Read More →