Tag: Article Processing Charge – Apc

Transparência: O que se pode aprender a partir de valiosas faturas? [Publicado originalmente no blog Scholarly Kitchen em novembro/2019]

Um novo conjunto de dados da Fundação Gates oferece informação sobre as escolhas dos autores e os preços de APC. Read More →

Ciência aberta e o novo modus operandi de comunicar pesquisa – Parte II

O processo de adoção do modus operandi da ciência aberta envolve todas as fases, atores e instâncias políticas e institucionais da pesquisa. Nos projetos de pesquisa a abertura é organizada e pervasiva em todo o ciclo da pesquisa. Este post apresenta uma visão geral da abertura do processo, conteúdos e resultados das pesquisas à luz das linhas prioritárias de ação do Programa SciELO. Está dividido em duas partes. Veja a Parte I aqui. Read More →

Ciência aberta e o novo modus operandi de comunicar pesquisa – Parte I

O processo de adoção do modus operandi da ciência aberta envolve todas as fases, atores e instâncias políticas e institucionais da pesquisa. Nos projetos de pesquisa a abertura é organizada e pervasiva em todo o ciclo da pesquisa. Este post apresenta uma visão geral da abertura do processo, conteúdos e resultados das pesquisas à luz das linhas prioritárias de ação do Programa SciELO. Está dividido em duas partes. Veja a Parte II aqui. Read More →

Planos de Acesso Aberto — S, T, U, até agora

As coisas parecem estar se movendo no Acesso Aberto (AA). Primeiro, havia o Plano S, proposto pelos financiadores de ciência da União Europeia, depois uma proposta para financiar o AA a partir de taxas de submissão, em vez das article processing charges (talvez de forma irreverente), chamada Plano T, e agora, em ordem alfabética, o Plano U. Os três têm grandes méritos, mas o Plano U tem maior chance de sucesso e oferece o melhor para a comunidade científica. Read More →

A corrida do ouro: Por que o acesso aberto aumentará o lucro dos publishers [Publicado originalmente no blog LSE Impact of Social Sciences em junho/2019]

Uma importante justificativa para a transição de um sistema de publicação de periódicos baseado em assinaturas para um sistema de publicação em acesso aberto é que, embora a impressão e distribuição de cópias físicas de periódicos seja um processo caro, o custo da publicação digital e disseminação é marginal. Neste post, Shaun Khoo argumenta que, embora uma mudança para o acesso aberto “dourado” (no qual o autor paga para publicar) ofereça acesso mais amplo à pesquisa, a falta de sensibilidade entre os acadêmicos representa um risco de que eles fiquem presos a um novo sistema inflacionário de pagamento para publicar, que poderia potencialmente ser mais caro para os pesquisadores do que o modelo anterior por assinatura. Read More →

Periódicos que aumentaram o valor da APC receberam mais artigos

Uma das contribuições esperadas do Acesso Aberto (AA) foi resolver o aumento excessivo dos preços das assinaturas de periódicos científicos. Apesar disso, um dos principais modelos de negócio para a publicação de periódicos comerciais é cobrar dos autores uma taxa de publicação conhecida em inglês como Article Processing Charge (APC). Essa taxa, nos últimos cinco anos, vem subindo mais que a inflação. No entanto, contraintuitivamente, parece que os autores estão longe de reduzir suas submissões por causa do aumento nos valores de APC, estas submissões estão aumentando, e quanto mais cara a APC é, mais propostas os periódicos recebem. Read More →

Wellcome Open Research, o futuro da Comunicação Científica? [Publicado originalmente no blog LSE Impact of Social Sciences em fevereiro/2019]

Neste post, Robert Kiley e Michael Markie, discutem a aspiração por trás da criação do Wellcome Open Research, uma plataforma de publicação liderada por financiadores inovadores, e avaliam o sucesso da plataforma nos seus dois primeiros anos. Prosseguindo para imaginar um futuro no qual toda a pesquisa é publicada utilizando os princípios do Wellcome Open Research, eles sugerem os benefícios potenciais que um sistema de publicação teria para a pesquisa e avaliação da pesquisa. Read More →

Competitividade e Acesso Aberto de periódicos em um país de língua não inglesa

J-STAGE é uma plataforma de periódicos no qual as sociedades acadêmicas japonesas podem publicar seus periódicos. Embora mais de 80% deles sejam de livre acesso, a maioria deles não afirma ser de acesso aberto. Algumas barreiras à publicação de acesso aberto são descritas com base em nossa experiência obtida através de conversas com as sociedades. Read More →

Em direção ao acesso aberto universal? Por que precisamos de bibliodiversidade em vez de uma “bala de prata”

O atual debate sobre o acesso aberto é muitas vezes baseado em generalizações indevidas que defendem modelos “bala de prata” para inverter globalmente o sistema de comunicação científica. Esta abordagem é falha, pois não leva em conta a diversidade de práticas de comunicação entre as diferentes disciplinas e países. Read More →

Sobre assinaturas e Taxas de Processamento de Artigos

Taxas de processamento de artigos (Article Processing Charges, APCs) – apesar de enfrentar críticas – têm certas vantagens em relação a assinaturas. Eles tornam possível o acesso aberto imediato, mas também permitem que outras desvantagens de assinaturas sejam evitadas, como orçamentos de páginas fixas. O que as APCs não conseguiram fazer é reduzir o fardo financeiro da comunicação científica na comunidade de pesquisa, como muitos defensores de acesso aberto haviam desejado e esperado. Uma solução pode ser encontrada – mesmo que apenas parcial – na provisão de preprints regularmente. Read More →

Estudo avalia fontes de financiamento para pagamento de taxas de processamento de artigos em acesso aberto

Existe correlação entre as taxas de processamento de artigos (article processing charge, APC) e o Fator de Impacto das publicações? Quais são as fontes de financiamento para o seu pagamento e como estas influenciam a escolha do periódico para publicação? Estas e outras perguntas foram investigadas por autores da Universidade Nanjing, China e os resultados explicam as particularidades do acesso aberto em diferentes países. Read More →

Taxas de publicação em Acesso Aberto: nova crise das publicações seriadas?

As implicações financeiras e éticas que emergem da publicação em acesso aberto por meio de taxas de publicação na Índia são analisadas em um estudo que propõe a criação de uma plataforma a nível nacional de periódicos em acesso aberto a exemplo do SciELO para reduzir custos, aumentar a eficiência e facilitar o compartilhamento de metadados entre repositórios. Read More →