Tag: Dados Abertos

Declaração da Sorbonne sobre os Direitos de Dados de Pesquisa [Publicado originalmente no site da LERU em janeiro/2020]

A abertura dos dados de pesquisa é uma das práticas da ciência aberta que se globaliza progressivamente. Em novembro de 2019 foi lançada a Rede de Repositórios de Dados Científicos do Estado de São Paulo formada por oito universidades e instituições de pesquisa. Em janeiro de 2020 dirigentes de oito redes de universidades reunidos no International Research Data Rights Summit na Sorbonne Université assinaram a Declaração da Sorbonne sobre os Direitos de Dados de Pesquisa, que é reproduzida neste post em português e na versão original em inglês. Read More →

A especialidade dos Bibliotecários de Dados na Ciência Aberta

A especialidade profissional dos Bibliotecários de Dados (“data librarians”) deverá florescer rapidamente com o avanço da Ciência Aberta. Trata-se de uma inovação, uma necessidade e uma oportunidade para os países da Rede SciELO gerar novas áreas de trabalho para profissionais da informação científica, como parte do alinhamento da pesquisa com as práticas da ciência aberta. Read More →

O workshop de 2019 sobre infraestruturas de dados cientométricos Abertos na Universidade de Leiden [Publicado originalmente no blog do CWTS em agosto/2019]

O Workshop sobre Infraestruturas de Dados Cientométricos Abertos foi realizado no CWTS em 28 de fevereiro e 1 de março de 2019. Ao longo de dois dias, 14 pesquisadores do CWTS e outros institutos de pesquisa e universidades se reuniram para discutir projetos e iniciativas atuais relacionados a infraestruturas de dados cientométricos abertos. Este post fornece um resumo das apresentações e discussões realizadas no evento. Read More →

Ciência aberta e o novo modus operandi de comunicar pesquisa – Parte II

O processo de adoção do modus operandi da ciência aberta envolve todas as fases, atores e instâncias políticas e institucionais da pesquisa. Nos projetos de pesquisa a abertura é organizada e pervasiva em todo o ciclo da pesquisa. Este post apresenta uma visão geral da abertura do processo, conteúdos e resultados das pesquisas à luz das linhas prioritárias de ação do Programa SciELO. Está dividido em duas partes. Veja a Parte I aqui. Read More →

Ciência aberta e o novo modus operandi de comunicar pesquisa – Parte I

O processo de adoção do modus operandi da ciência aberta envolve todas as fases, atores e instâncias políticas e institucionais da pesquisa. Nos projetos de pesquisa a abertura é organizada e pervasiva em todo o ciclo da pesquisa. Este post apresenta uma visão geral da abertura do processo, conteúdos e resultados das pesquisas à luz das linhas prioritárias de ação do Programa SciELO. Está dividido em duas partes. Veja a Parte II aqui. Read More →

Registro de fontes de dados cientométricos [abertos] – um diretório colaborativo de fontes de dados cientométricos [Publicado originalmente no blog TIB em maio/2019]

Este post apresenta o desenvolvimento de um registro aberto e acessível de fontes de dados para informações cientométricas que visam obter feedback e colaboração das comunidades de ciência da informação para uma cobertura global. Read More →

Promovendo e acelerando o compartilhamento de dados de pesquisa

O informe The State of Open Data 2018 entrevistou pesquisadores de todos os continentes sobre as motivações, hábitos, conhecimento e práticas de compartilhamento de dados. Os resultados, comparados aos informes de 2016 e 2017, trazem informação relevante sobre a evolução dos dados abertos de pesquisa em todo o mundo além de como fortalecer esta prática na academia, para que atinja os resultados esperados. Read More →

Administração dos dados de pesquisa no CNRS da França

O trabalho comentado apresenta os resultados de uma pesquisa nacional do CNRS (Centre National de la Recherche Scientifique) que foi respondida por 432 diretores de laboratórios públicos de pesquisa na França sobre as opiniões e o comportamento de cientistas experientes em relação à administração de dados de pesquisa (research data management, RDM). Read More →

Base de Dados Científicos da Universidade Federal do Paraná

Apresenta a concepção, o desenvolvimento e a implantação da Base de Dados Científicos da Universidade Federal do Paraná (BDC/UFPR), criada em parceria entre o Centro de Computação Científica e Software Livre (C3SL) e o Sistema de Bibliotecas (SiBi) da UFPR. Aborda a metodologia de cada etapa e destaca os diferenciais para o sucesso do projeto, como o engajamento de uma equipe multidisciplinar alinhada aos princípios da Ciência Aberta. Read More →

Geo for All – Princípios Abertos em GeoEducação e Ciência

A essência da missão Geo for All é a crença de que o conhecimento é um bem público e os Princípios Abertos na Educação proporcionarão grandes oportunidades para todos. Os principais ingredientes que tornam a Ciência Geoespacial Aberta possível estão legitimados nos Princípios Abertos, ou seja: software geoespacial de código aberto, dados abertos, padrões abertos, recursos educacionais abertos e acesso aberto à publicações de pesquisa. Read More →

Gestão de Dados Científicos – da coleta à preservação

A gestão adequada dos dados usados em pesquisas científicas tornou-se parte obrigatória das boas práticas de pesquisa. A era da Ciência Aberta vem revolucionando a metodologia científica, motivando o surgimento de novas linhas de pesquisa em todas as áreas do conhecimento. O post descreve alguns desafios desta gestão do ponto de vista computacional. Read More →

A Fiocruz frente ao desafio da Ciência Aberta em prol do Desenvolvimento e da Saúde Pública

A grande mobilização dos países em torno da Ciência Aberta se expressa no desenvolvimento de infraestruturas, Planos de Gestão de Dados, capacitação e métricas de avaliação e recompensa. Enquanto novo paradigma, a Ciência Aberta deve focar nos interesses e benefícios para a sociedade, além dos avanços no conhecimento. No campo da saúde, a abertura de dados de pesquisa pode promover uma ciência mais ágil na solução de problemas, na formulação de políticas públicas baseadas em evidências e na participação do cidadão como produtor de conhecimento. Read More →

Critérios de autoria preservam a integridade na comunicação científica

A crescente demanda por transparência e abertura na pesquisa e sua comunicação tem por objetivo aumentar a confiabilidade e reprodutibilidade dos resultados publicados. A atribuição de autoria, por sua relevância nos processos acadêmicos de avaliação e recompensa, exige comprometimento, transparência e regras claramente definidas. Um grupo de estudiosos composto por acadêmicos, instituições de pesquisa, agências de fomento, publishers e sociedades científicas desenvolveu uma taxonomia com 14 categorias para classificar a contribuição de autores. Vincular as categorias desta taxonomia ao identificador persistente de autor (ORCID) e aos metadados do artigo permite rastrear a contribuição dos autores através de suas publicações e de sua carreira. Read More →

Os artigos dos periódicos SciELO nas plataformas de Ciência Aberta da Comissão Europeia

A plataforma tecnológica do SciELO foi atualizada no início de 2018 para permitir a integração dos artigos dos periódicos SciELO nas fontes de informação dos projetos OpenAire e OpenMinTED da Comissão Europeia. O OpenAire opera um repositório de textos e dados de pesquisa e serve de apoio aos mandatos de acesso aberto e de dados de pesquisa abertos da comunidade europeia. O projeto OpenMinTED promove o desenvolvimento de uma plataforma de mineração de textos completos e de dados de pesquisa. A participação dos artigos SciELO nestas plataformas contribuirá para ampliar a visibilidade e uso dos resultados das pesquisas que comunicam. Read More →

Sobre as vinte e duas definições de revisão por pares aberta… e mais

A Revisão por Pares Aberta é uma das pedras fundamentais da agenda da Ciência Aberta (Open Science), ao lado do Acesso Aberto, Dados Abertos e as Revisões Abertas (Open Access, Open Data and Open Peer Review). Entretanto, a proposta produz diferentes reações e atitudes entre editores, autores, pareceristas e publishers e isso se soma às iniciativas dos servidores de preprints. Read More →