Tag: Dados Abertos

Base de Dados Científicos da Universidade Federal do Paraná

Apresenta a concepção, o desenvolvimento e a implantação da Base de Dados Científicos da Universidade Federal do Paraná (BDC/UFPR), criada em parceria entre o Centro de Computação Científica e Software Livre (C3SL) e o Sistema de Bibliotecas (SiBi) da UFPR. Aborda a metodologia de cada etapa e destaca os diferenciais para o sucesso do projeto, como o engajamento de uma equipe multidisciplinar alinhada aos princípios da Ciência Aberta. Read More →

Geo for All – Princípios Abertos em GeoEducação e Ciência

A essência da missão Geo for All é a crença de que o conhecimento é um bem público e os Princípios Abertos na Educação proporcionarão grandes oportunidades para todos. Os principais ingredientes que tornam a Ciência Geoespacial Aberta possível estão legitimados nos Princípios Abertos, ou seja: software geoespacial de código aberto, dados abertos, padrões abertos, recursos educacionais abertos e acesso aberto à publicações de pesquisa. Read More →

Gestão de Dados Científicos – da coleta à preservação

A gestão adequada dos dados usados em pesquisas científicas tornou-se parte obrigatória das boas práticas de pesquisa. A era da Ciência Aberta vem revolucionando a metodologia científica, motivando o surgimento de novas linhas de pesquisa em todas as áreas do conhecimento. O post descreve alguns desafios desta gestão do ponto de vista computacional. Read More →

A Fiocruz frente ao desafio da Ciência Aberta em prol do Desenvolvimento e da Saúde Pública

A grande mobilização dos países em torno da Ciência Aberta se expressa no desenvolvimento de infraestruturas, Planos de Gestão de Dados, capacitação e métricas de avaliação e recompensa. Enquanto novo paradigma, a Ciência Aberta deve focar nos interesses e benefícios para a sociedade, além dos avanços no conhecimento. No campo da saúde, a abertura de dados de pesquisa pode promover uma ciência mais ágil na solução de problemas, na formulação de políticas públicas baseadas em evidências e na participação do cidadão como produtor de conhecimento. Read More →

Critérios de autoria preservam a integridade na comunicação científica

A crescente demanda por transparência e abertura na pesquisa e sua comunicação tem por objetivo aumentar a confiabilidade e reprodutibilidade dos resultados publicados. A atribuição de autoria, por sua relevância nos processos acadêmicos de avaliação e recompensa, exige comprometimento, transparência e regras claramente definidas. Um grupo de estudiosos composto por acadêmicos, instituições de pesquisa, agências de fomento, publishers e sociedades científicas desenvolveu uma taxonomia com 14 categorias para classificar a contribuição de autores. Vincular as categorias desta taxonomia ao identificador persistente de autor (ORCID) e aos metadados do artigo permite rastrear a contribuição dos autores através de suas publicações e de sua carreira. Read More →

Os artigos dos periódicos SciELO nas plataformas de Ciência Aberta da Comissão Europeia

A plataforma tecnológica do SciELO foi atualizada no início de 2018 para permitir a integração dos artigos dos periódicos SciELO nas fontes de informação dos projetos OpenAire e OpenMinTED da Comissão Europeia. O OpenAire opera um repositório de textos e dados de pesquisa e serve de apoio aos mandatos de acesso aberto e de dados de pesquisa abertos da comunidade europeia. O projeto OpenMinTED promove o desenvolvimento de uma plataforma de mineração de textos completos e de dados de pesquisa. A participação dos artigos SciELO nestas plataformas contribuirá para ampliar a visibilidade e uso dos resultados das pesquisas que comunicam. Read More →

Sobre as vinte e duas definições de revisão por pares aberta… e mais

A Revisão por Pares Aberta é uma das pedras fundamentais da agenda da Ciência Aberta (Open Science), ao lado do Acesso Aberto, Dados Abertos e as Revisões Abertas (Open Access, Open Data and Open Peer Review). Entretanto, a proposta produz diferentes reações e atitudes entre editores, autores, pareceristas e publishers e isso se soma às iniciativas dos servidores de preprints. Read More →

Conferência SciELO 20 Anos – um fórum inovador e participativo sobre o futuro da comunicação científica

A celebração dos 20 anos do SciELO em 2018 culminará com a Reunião da Rede SciELO e a Conferência SciELO 20 Anos, na semana de 24 a 28 de setembro. A reunião da rede abordará as atualizações do Modelo SciELO de Publicação e as linhas prioritárias de ação para os próximos anos. A Conferência SciELO 20 Anos debaterá 12 temas contemporâneos da comunicação científica. Cada um dos temas será desenvolvido sob a coordenação de um comité científico que reunirá bibliografias, entrevistas, posts e artigos que orientarão os debates na Conferência 20 Anos. Read More →

Os Critérios de indexação do SciELO alinham-se com a comunicação na ciência aberta

Os novos Critérios SciELO Brasil estão alinhados com as boas práticas da comunicação na ciência aberta. Passam a valer a partir de janeiro de 2018 e projetam uma nova etapa de aperfeiçoamento da comunicação científica do Brasil que deverá estender-se progressivamente para os demais países da Rede SciELO. O avanço para a ciência aberta tem como características o reposicionamento dos principais atores da comunicação científica: autores, periódicos e agências de fomento. Read More →

Colaboração e cooperação são fundamentais para tornar a ciência aberta uma realidade [Publicado originalmente no blog LSE Impact of Social Sciences em Outubro/2017]

A causa por dados abertos é cada vez mais inquestionável. A prática aprimorada de dados pode ajudar a endereçar preocupações sobre a reprodutibilidade e a integridade da pesquisa, reduzir a fraude e melhorar os resultados dos pacientes, por exemplo. A pesquisa também mostra que boas práticas de dados podem levar a maior produtividade e aumento de citações. No entanto, como relata Grace Baynes, os dados recentes de pesquisa mostram que, embora a comunidade de pesquisa reconheça o valor dos dados abertos, a aceitação permanece lenta, com boas práticas de dados e compartilhamento de dados longe do status quo. Para efetivar mudanças, o governo, financiadores, instituições, publishers e os próprios pesquisadores têm um papel importante a desempenhar. Read More →

Como será a avaliação por pares em 2030?

Apesar de a literatura científica sempre ter sido revisada antes de ser publicada, as formas atuais de revisão por pares têm somente poucas décadas de existência e já, desde o princípio, estiveram sujeitas a críticas e limitações. A revisão aberta e os servidores de preprints surgiram nos últimos anos como possíveis soluções em um mundo de comunicação crescente na pesquisa científica. Revisões abertas, inteligência artificial, revisões colaborativas e na “nuvem”… como será a avaliação por pares em 2030? Read More →

Eu escrevi isso… eu não escrevi isso… agora escrevo outra coisa…

O sistema emergente da comunicação científica online incorpora um enfoque tecnológico e ideologicamente diferente do tradicional, onde os artigos surgem inicialmente como versões em preprints e vão sendo modificados até chegar à versão final. Em caso de erros, estas mesmas tecnologias dão oportunidades eficientes para realizar correções parciais, totais e inclusive retratações, associando ao caminho de um documento a história de suas versões. É hora, portanto, de estabelecer metodologias que permitam obter o máximo de informação mais atualizada para apoiar os empreendimentos científicos. Read More →

A Iniciativa de Budapeste em Acesso Aberto comemora seu 15° aniversário

A Iniciativa de Budapeste em Acesso Aberto (Budapest Open Access Initiative, BOAI) está completando o 15° aniversário de sua publicação em fevereiro de 2017. A medida que nos aproximamos deste marco, é importante parar para refletir sobre os valores, o impacto e a continuada relevância da BOAI. Estamos solicitando sua opinião. O feedback que você fornecer será usado para criar recomendações atualizadas para a comunidade de acesso aberto para ajudar a concentrar nossos esforços coletivos para manter o impulso em alcançar os objetivos da BOAI. Read More →

Abertura e a qualidade do artigo publicado

A abertura é um elemento científica e socialmente relevante da qualidade de um artigo publicado. Já é tempo de a abertura ser reconhecida como uma característica muito importante de um artigo de pesquisa e de aqueles que julgam os pesquisadores a partir de suas publicações (por exemplo, comissões de estabilidade e promoção na carreira) levarem isso em conta. Para o benefício da ciência e para o benefício da sociedade como um todo. Read More →

Projeto Making Data Count incentiva compartilhamento de dados de pesquisa

O compartilhamento de dados de pesquisa (open data) vem se consolidando em todos os setores ligados à pesquisa científica, e envolve autores, periódicos, publishers, agências de fomento, o setor produtivo e a sociedade. Para incentivar autores a disponibilizar e reutilizar datasets, é preciso encontrar formas de medir o impacto científico destes dados. A iniciativa Making Data Count faz isso de forma eficiente, saiba como. Read More →