Tag: Avaliação Por Pares

Periódicos de Medicina Tropical/Doenças Infecciosas e Parasitárias alinham-se às práticas editoriais da ciência aberta

Três dos mais importantes periódicos nas áreas de Medicina Tropical/Doenças Infecciosas e Parasitárias da Coleção SciELO Brasil decidem adotar as práticas da ciência aberta para oferecer mais transparência, compartilhamento e franco acesso aos resultados das pesquisas por eles comunicados. Trata-se do primeiro de uma série de projetos pilotos inéditos promovidos pelo SciELO para informar políticas editoriais assim como capacitar a gestão e operação dos periódicos na apropriação e interoperabilidade com preprints, dados e outros conteúdos subjacentes aos textos dos artigos para posterior abertura progressiva dos processos de avaliação por pares. Read More →

Como redigir um parecer acadêmico? [Publicado originalmente no blog da DADOS em julho/2019]

O objetivo deste post é expor, em linhas gerais, o que um/a parecerista deve considerar antes de redigir uma avaliação. Nele, discutimos questões como a importância de se redigir pareceres, os tipos de parecer possíveis, o que fazer ao detectar algum conflito de interesses etc. Read More →

Potenciais vantagens e desvantagens na publicação de pareceres

A publicação dos pareceres da avaliação por pares dos manuscritos é uma tendência crescente na comunicação científica, a favor da transparência e uma prática associada à ciência aberta. Existem, entretanto, vantagens e desvantagens que devem ser consideradas pelos editores dos periódicos ao adotar esta modalidade de avaliação. Read More →

Avaliação por pares aberta: a publicação dos pareceres influencia o comportamento dos pareceristas?

Um estudo piloto foi realizado com cinco periódicos do publisher Elsevier em diferentes áreas do conhecimento sobre os efeitos de se publicar as avaliações de 9.220 artigos submetidos entre 2010 e 2017. As principais conclusões do estudo sugerem que a publicação dos pareceres não influencia ou compromete o trabalho de revisão por pares. Os autores não puderam detectar nenhum efeito significativo na disponibilidade para realizar a avaliação, no conteúdo e teor das recomendações, ou tempo para avaliar. No entanto, apenas 8,1% dos pareceristas concordaram em divulgar sua identidade como autor dos pareceres. Read More →

De pareceristas estrela a pareceristas fantasmas – Parte II

Avaliações abertas e o surgimento de plataformas como Publons, que publicam estas atividades e as integram em outras tarefas acadêmicas, abrem a possibilidade do surgimento de um novo aspecto da bibliometria e, certamente, um novo e prestigioso mercado. Read More →

De pareceristas estrela a pareceristas fantasmas – Parte I

A avaliação por pares (peer review) é parte integrante da publicação científica e é realizada globalmente pela maioria dos pesquisadores de países desenvolvidos. Até que ponto pesquisadores de países emergentes participam e quais medidas de seu desempenho são relatadas no resultado da maior pesquisa sobre avaliação por pares realizada até o momento. Esta nota é a primeira de duas sobre o tema. Read More →

Inovações na Publicação Científica: o Futuro dos Periódicos e da Avaliação por Pares

No primeiro dia da Semana SciELO 20 Anos, durante o GT5 – Inovações na Publicação Científica e o Futuro dos Periódicos e da Avaliação por Pares, se discutiu durante todo o dia, perante uma audiência de mais de 50 pessoas e as apresentações de seis especialistas, as novas metodologias para a abertura do processo de publicação utilizando servidores de preprints. Texto disponível somente em espanhol. Read More →

Desafios na revisão de artigos científicos em Administração no Brasil

Compartilhando de suas experiências como autores, revisores e editores de periódicos científicos, Sandro Cabral e Marcelo de Souza Bispo refletem sobre os desafios do processo de avaliação de artigos, criticam o atual sistema que favorece o produtivismo, sobrecarregando os pareceristas e chamam a atenção para a necessidade de formar bons revisores nos cursos de doutorado no país. Read More →

O que pensam os pesquisadores espanhóis sobre Avaliação por Pares Aberta?

Em fevereiro de 2018, o Consejo Superior de Investigaciones Científicas da Espanha lançou uma pesquisa para conhecer os hábitos, preferências e opiniões de seus pesquisadores ao realizar avaliação e ser objeto de avaliação por pares em modo aberto, com o objetivo de contribuir para o debate internacional sobre a avaliação da ciência e possíveis formas de melhoria. Cinquenta e quatro por cento dos entrevistados estão satisfeitos com o sistema dominante de avaliação por pares e cinquenta por cento concordam com a abertura da identidade dos avaliadores, pois ajuda a reduzir conflitos de interesse. Read More →

O que significa uma nova abordagem (para periódicos, conselhos de pesquisa)?

Preprints são um desenvolvimento em andamento na comunicação e publicação científica. Para os periódicos, isso tem consequências. Eles podem adotar um papel passivo, uma postura oposta, ou um papel encorajador e estimulante, e vê-lo como uma oportunidade, colocando seu periódico no centro do desenvolvimento dos preprints. Estas são questões a serem discutidas em detalhes na Conferência SciELO 20 Anos em setembro de 2018. Read More →

eLife testa uma abordagem inovadora de avaliação por pares

O periódico eLife realiza um experimento inovador aceitando todos os artigos que enviar para avaliação por pares após triagem inicial. Para testar a viabilidade de uma forma ainda mais participativa de revisão por pares, os autores poderão controlar a decisão sobre publicar (ou não) seus artigos e de que forma irão responder aos comentários dos pareceristas. Ao romper com os paradigmas da relação autor-editor-parecerista, o eLife pretende promover um diálogo construtivo entre as partes e reduzir a carga do prestígio do periódico na avaliação da ciência. Read More →

Revisão por pares – sobre as estruturas e os conteúdos

A revisão por pares é uma parte constitutiva da comunicação científica. Suas modalidades são variadas: simples cego, duplo cego, abertas e, agora também, as revisões parciais. A revisão parcial, que apenas valida a solidez técnica do documento, é uma característica dos mega-journals de acesso aberto como PLoS ONE e vários outros. Read More →

Comunicação e avaliação por pares devem ser universalmente separados

A Semana SciELO 20 Anos realizará um amplo e aberto fórum de discussão sobre o futuro da comunicação científica e dos periódicos. Para tanto, há um grupo de discussão para cada um dos 12 temas da Conferência SciELO 20 Anos. A discussão começa com este comentário do Jan Velterop sobre a separação entre comunicação e peer review postado no grupo de discussão do Painel 3.1 que trata da comunicação rápida via preprints e outras formas de acelerar a disponibilização de resultados de pesquisas. Read More →

Perspectivas da avaliação por pares aberta: Instigante ponto de interrogação

Pesquisa analisa a viabilidade da adoção da avaliação por pares aberta por periódicos da ciência da informação. Este post apresenta a primeira etapa já concluída com foco nos editores. A segunda etapa já em andamento tem como foco avaliadores, com o fim de alcançar visão abrangente sobre a adoção da avaliação por pares aberta pelos periódicos da ciência da informação. Read More →

Sobre as vinte e duas definições de revisão por pares aberta… e mais

A Revisão por Pares Aberta é uma das pedras fundamentais da agenda da Ciência Aberta (Open Science), ao lado do Acesso Aberto, Dados Abertos e as Revisões Abertas (Open Access, Open Data and Open Peer Review). Entretanto, a proposta produz diferentes reações e atitudes entre editores, autores, pareceristas e publishers e isso se soma às iniciativas dos servidores de preprints. Read More →