Tag: Avaliação Por Pares

Desafios na revisão de artigos científicos em Administração no Brasil

Compartilhando de suas experiências como autores, revisores e editores de periódicos científicos, Sandro Cabral e Marcelo de Souza Bispo refletem sobre os desafios do processo de avaliação de artigos, criticam o atual sistema que favorece o produtivismo, sobrecarregando os pareceristas e chamam a atenção para a necessidade de formar bons revisores nos cursos de doutorado no país. Read More →

O que pensam os pesquisadores espanhóis sobre Avaliação por Pares Aberta?

Em fevereiro de 2018, o Consejo Superior de Investigaciones Científicas da Espanha lançou uma pesquisa para conhecer os hábitos, preferências e opiniões de seus pesquisadores ao realizar avaliação e ser objeto de avaliação por pares em modo aberto, com o objetivo de contribuir para o debate internacional sobre a avaliação da ciência e possíveis formas de melhoria. Cinquenta e quatro por cento dos entrevistados estão satisfeitos com o sistema dominante de avaliação por pares e cinquenta por cento concordam com a abertura da identidade dos avaliadores, pois ajuda a reduzir conflitos de interesse. Read More →

O que significa uma nova abordagem (para periódicos, conselhos de pesquisa)?

Preprints são um desenvolvimento em andamento na comunicação e publicação científica. Para os periódicos, isso tem consequências. Eles podem adotar um papel passivo, uma postura oposta, ou um papel encorajador e estimulante, e vê-lo como uma oportunidade, colocando seu periódico no centro do desenvolvimento dos preprints. Estas são questões a serem discutidas em detalhes na Conferência SciELO 20 Anos em setembro de 2018. Read More →

eLife testa uma abordagem inovadora de avaliação por pares

O periódico eLife realiza um experimento inovador aceitando todos os artigos que enviar para avaliação por pares após triagem inicial. Para testar a viabilidade de uma forma ainda mais participativa de revisão por pares, os autores poderão controlar a decisão sobre publicar (ou não) seus artigos e de que forma irão responder aos comentários dos pareceristas. Ao romper com os paradigmas da relação autor-editor-parecerista, o eLife pretende promover um diálogo construtivo entre as partes e reduzir a carga do prestígio do periódico na avaliação da ciência. Read More →

Revisão por pares – sobre as estruturas e os conteúdos

A revisão por pares é uma parte constitutiva da comunicação científica. Suas modalidades são variadas: simples cego, duplo cego, abertas e, agora também, as revisões parciais. A revisão parcial, que apenas valida a solidez técnica do documento, é uma característica dos mega-journals de acesso aberto como PLoS ONE e vários outros. Read More →

Comunicação e avaliação por pares devem ser universalmente separados

A Semana SciELO 20 Anos realizará um amplo e aberto fórum de discussão sobre o futuro da comunicação científica e dos periódicos. Para tanto, há um grupo de discussão para cada um dos 12 temas da Conferência SciELO 20 Anos. A discussão começa com este comentário do Jan Velterop sobre a separação entre comunicação e peer review postado no grupo de discussão do Painel 3.1 que trata da comunicação rápida via preprints e outras formas de acelerar a disponibilização de resultados de pesquisas. Read More →

Perspectivas da avaliação por pares aberta: Instigante ponto de interrogação

Pesquisa analisa a viabilidade da adoção da avaliação por pares aberta por periódicos da ciência da informação. Este post apresenta a primeira etapa já concluída com foco nos editores. A segunda etapa já em andamento tem como foco avaliadores, com o fim de alcançar visão abrangente sobre a adoção da avaliação por pares aberta pelos periódicos da ciência da informação. Read More →

Sobre as vinte e duas definições de revisão por pares aberta… e mais

A Revisão por Pares Aberta é uma das pedras fundamentais da agenda da Ciência Aberta (Open Science), ao lado do Acesso Aberto, Dados Abertos e as Revisões Abertas (Open Access, Open Data and Open Peer Review). Entretanto, a proposta produz diferentes reações e atitudes entre editores, autores, pareceristas e publishers e isso se soma às iniciativas dos servidores de preprints. Read More →

Nós temos a tecnologia para salvar a avaliação por pares – agora compete às nossas comunidades implementá-las [Publicado originalmente no blog LSE Impact of Social Sciences em Setembro/2017]

Houve uma explosão em inovação e experimentação na revisão por pares nos últimos cinco anos. Enquanto o ideal da revisão por pares ainda seja necessário, é a sua implementação, e a falta atual de qualquer alternativa viável, que deve procurar melhorar, com base em três características fundamentais que sustentam qualquer sistema viável de revisão por pares: controle de qualidade e moderação, incentivos de desempenho e engajamento, e certificação e reputação. Read More →

Avaliação por pares: recomendações dos periódicos aos pareceristas

A despeito de estar passando por transformações para torná-la mais sustentável, rápida e eficiente, a avaliação por pares é o processo que contribui para aumentar a qualidade e confiabilidade da comunicação científica. Poucos periódicos, entretanto, disponibilizam aos seus pareceristas instruções detalhadas sobre como realizar esta avaliação seguindo sua política editorial, o que diminui a eficácia e a eficiência do processo. Read More →

Como será a avaliação por pares em 2030?

Apesar de a literatura científica sempre ter sido revisada antes de ser publicada, as formas atuais de revisão por pares têm somente poucas décadas de existência e já, desde o princípio, estiveram sujeitas a críticas e limitações. A revisão aberta e os servidores de preprints surgiram nos últimos anos como possíveis soluções em um mundo de comunicação crescente na pesquisa científica. Revisões abertas, inteligência artificial, revisões colaborativas e na “nuvem”… como será a avaliação por pares em 2030? Read More →

O papel dos editores na avaliação por pares: como identificar maus pareceristas

Um modelo teórico de avaliação por pares avalia os efeitos que pareceristas de conduta antiética tem na aprovação e rejeição de artigos e como os editores de periódicos podem mitigar este comportamento. O que está em jogo é a confiabilidade, transparência e eficiência da avaliação por pares pré-publicação. Read More →

Avaliação sobre a reprodutibilidade de resultados de pesquisa traz mais perguntas que respostas

A iniciativa Reproducibility Project: Cancer Biology que tem por objetivo verificar a reprodutibilidade em pesquisa pré-clinica na área de oncologia foi lançada em 2013 como resultado da colaboração do Center for Open Science e a Science Exchange. Os primeiros resultados dos estudos de replicação acabam de ser publicados, porém sua interpretação requer uma abordagem cuidadosa. Read More →

Aumenta a adoção de avaliação por pares aberta

Ao analisar como surgiu e evoluiu a instituição ‘peer review‘, é possível compreender a atual transição por que passa o processo de avaliação por pares, em direção a maior abertura, transparência e responsabilidade. Read More →

A crise de reprodutibilidade pode estar sendo agravada pela avaliação por pares pré-publicação?

A falta de escrutínio de artigos publicados em periódicos arbitrados, com base na crença de que a avaliação por pares pré-publicação fornece controle suficiente, poderia muito bem agregar um número relativamente elevado de artigos em que os resultados apresentados não podem ser replicados. Read More →