Tag: Comunicação Científica

O papel dos artigos de revisão vai além de sintetizar o conhecimento atual sobre um tema de pesquisa

Artigos de revisão, ademais de contribuir para manter atualizados os pesquisadores em temas específicos, exercem um papel importante na curadoria dos trabalhos acadêmicos e podem influenciar, por meio de padrões de citação, temas emergentes de pesquisa. Read More →

O periódico Educação em Revista avalia somente preprints no modelo “publicar, depois revisar”

O periódico Educação em Revista avança no alinhamento com Ciência Aberta ao adotar o modelo de “publicar, depois revisar” (“publish, then review“) e somente aceita avaliar manuscritos já moderados e disponibilizados no SciELO Preprints. Em entrevista ao SciELO em Perspectiva seus editores falam sobre a inovação. Read More →

Acelerando o Plano S: acordos de acesso aberto com publishers pequenos

Os acordos de Acesso Aberto (AA) entre consórcios, bibliotecas e publishers independentes de pequeno porte são cada vez mais utilizados em todo o mundo, refletido no número crescente de artigos AA publicados. Um informe recente da Association of Learned & Professional Society Publishers (ALPSP), do qual o SciELO faz parte, mostra os avanços que estão sendo feitos em outras regiões do mundo. Por outro lado, a América Latina, pioneira em periódicos de AA, não sofre com estas limitações, mas para pequeno publishers em muitos países ainda há um longo caminho a percorrer. Read More →

O que são preprints? [Publicado originalmente no blog da DADOS em maio/2021]

O tradicional modelo de avaliação duplo-cega de artigos científicos vem sendo desafiado nas duas últimas décadas pelos chamados “servidores de preprints“. Porém, ainda existem muitas dúvidas nas Ciências Sociais sobre o que são os preprints e o que eles mudam nos tradicionais modos de avaliação e publicação científicas. Nesta mini-aula, objetivamos responder a essas questões a partir da experiência da revista DADOS. Read More →

Uma perspectiva sobre aspectos éticos e regulatórios sobre a pesquisa em seres humanos na pandemia de COVID-19

O último dia do ano de 2019 marcou o início oficial de uma grande mudança no planeta, que “… virou o mundo de cabeça para baixo. Tudo foi impactado…” No âmbito da produção científica na pandemia de COVID-19, a pesquisa envolvendo seres humanos ganhou um espaço destacado, com maior exposição de sua relevância e dos desafios éticos que se estabelecem na interface ciência e sociedade, que vem sendo profundamente impactada pela pandemia. Read More →

Conteúdo antecipado e a nova política do Fator de Impacto da Web of Science

Recentemente, o Journal Citation Reports incorporou os documentos de acesso antecipado (early reports) à indexação, por isso, os fatores de impacto estão sendo modificados. Esta nova metodologia de cálculo terá efeitos de reordenamento dos rankings de periódicos, com implicações importantes na sua avaliação acadêmica. Surgiram questionamentos e críticas. Read More →

É preciso uma aldeia global ou um resumo da NISO Plus 2021

A segunda Conferência NISO Plus foi realizada virtualmente de 22 a 25 de fevereiro. O tema deste ano foi “Conversas globais – conexões globais” com diversidade, equidade e inclusão (DEI), acessibilidade e as mudanças trazidas pela pandemia de COVID-19 sendo tópicos transversais ao longo da conferência. Este post resume (principalmente) as discussões em torno destes tópicos e como eles se relacionam com os desafios atuais da nossa comunidade. Read More →

Perspectivas sombrias para periódicos do Brasil [Publicado originalmente no editorial do vol. 93 no. 1 nos Anais da Academia Brasileira de Ciências]

A Covid-19 teve efeitos devastadores que vão além da economia e também afetou os periódicos publicados no Brasil. Um editorial dos Anais da Academia Brasileira de Ciência chamou atenção à questão de que nenhum periódico publicado no país irá receber apoio das agências de financiamento em 2021 e chama as partes interessadas para discutir soluções a fim de evitar o colapso do sistema de publicação que acontecerá caso nenhuma medida seja tomada. Read More →

Editores opinam sobre política editorial e aspectos da avaliação por pares

A avaliação por pares varia em grande extensão entre periódicos e disciplinas. Um estudo recentemente publicado na eLife teve por objetivo avaliar a postura de editores de periódicos de cinco disciplinas sobre seu modo de conduzir avaliação por pares. Os resultados sugerem que a avaliação por pares segue sendo uma prática fechada em boa parte, com alguns desafios do ponto de vista ético. Read More →

Integração de bases de dados nacionais acadêmicas na Europa

A necessidade de uma infraestrutura abrangente para publicações acadêmicas está na agenda da União Europeia há muito tempo. Em particular, a política de ciência aberta da Comissão Europeia destaca a necessidade de uma boa base de dados para monitorizar as publicações de acesso aberto na Europa. No entanto, ainda faltam muitas publicações para contar com uma infraestrutura de informação abrangente sobre pesquisa aberta. Nos últimos 10 anos, os países europeus investiram significativamente em infraestruturas nacionais, e agora, pelo menos 20 países europeus têm uma base de dados nacional para pesquisa de metadados de publicação aberta. No entanto, elas ainda não estão integradas nem são amplamente utilizadas para comparações entre países. Read More →

Rigor científico e ciência aberta: desafios éticos e metodológicos na pesquisa qualitativa

A literatura descreve críticas recorrentes à confiabilidade da pesquisa qualitativa, que incluem alegações de pouco rigor e clareza metodológica. No sistema de publicações, vêm sendo marcantes as ações que refletem essa maior atenção ao rigor. No âmbito do financiamento da pesquisa, também são notadas iniciativas de grandes agências, como a National Science Foundation (NSF) dos Estados Unidos, para promover estratégias para aumentar o rigor e a transparência no relato de resultados da pesquisa qualitativa. Oferecemos aqui um breve panorama, permeado por transformações que incluem iniciativas crescentes sobre a ciência aberta. Exploramos algumas questões suscitadas por essa discussão atual sobre rigor científico, não só em publicações, mas também na proposição de projetos de pesquisa qualitativa. Read More →

Publishers e dados FAIR

Neste post se apresenta uma proposta aos publishers acadêmicos para incentivar e permitir que os autores tornem seus artigos – e, quando possível, os conjuntos de dados subjacentes – semanticamente inequívocos para que possam ser comunicados como dados FAIR (Findable, Accessible, Interoperable, and Reusable, ou seja, encontráveis, acessíveis, interoperáveis e reutilizáveis). A proposta é descrita em detalhes em um artigo publicado em acesso aberto, para o qual um link é fornecido no post. Read More →

Em direção a uma Ciência do Solo mais aberta

A maior parte dos dados resultantes das pesquisas realizadas no Brasil ainda não está disponível em repositórios de acesso aberto. Aqui, conclamamos aos cientistas do solo a adotar uma postura mais aberta em relação aos dados de pesquisa na área, visando aumentar a sustentabilidade da ciência e fomentar a colaboração científica. Read More →

“O governo está seguindo a ciência”: Por que a tradução de evidência em políticas públicas está gerando tanta controvérsia? [Publicado originalmente no LSE Impact Blog em novembro/2020]

No Reino Unido, o governo se apresentou como sendo guiado por evidência científica em suas respostas para políticas públicas à COVID-19. Isso fez com que a ciência, em particular a epidemiologia, se tornasse ela própria politizada e contestada. No entanto, nem a politização da ciência nem as questões em torno do status da evidência são novas. Neste artigo, Luis Pérez-González, descreve como uma política de especialização semelhante desempenhou seu papel na formulação de políticas ambientais. O autor argumenta que para que a evidência científica seja comunicada com sucesso em políticas públicas, ela precisa ser informada por valores bipartidários. Read More →

DOAJ lidera uma colaboração para melhorar a preservação de periódicos em acesso aberto [Publicado originalmente em ISSN.org em novembro/2020]

O DOAJ (Directory of Open Access Journals), junto ao CLOCKSS Archive, o Internet Archive, o Keepers Registry/Centro Internacional do ISSN e o Public Knowledge Project (PKP) uniram forças para oferecer uma alternativa de arquivamento aos periódicos em acesso aberto de pequeno porte que não cobram taxas de publicação dos autores (APC). Read More →