Tag: Avaliação Da Ciência

Bibliometria: a nova ameaça para taxonomia zoológica?

Um dos fundamentos das ciências da vida, a taxonomia – a ciência da biodiversidade – sofre de múltiplos impedimentos, inclusive o uso de índices bibliométricos por organizações. Hoje em dia, estes índices desempenham um papel chave nas decisões científicas. No entanto, o que as empresas com fins lucrativos, proprietárias destas plataformas bibliométricas, têm a ver com ciência? Read More →

O caminho para os ensaios de reprodutibilidade passa pelos Relatos Registrados

A necessidade de reproduzir resultados de pesquisa em nome da transparência e credibilidade da ciência passa por inúmeros desafios. Um artigo publicado pela Nature indica que, para obter melhores resultados dos ensaios de reprodutibilidade, é importante estabelecer protocolos de comum acordo com os autores do estudo original e alinhar expectativas. Os Relatos Registrados, submetidos à avaliação por pares antes da etapa experimental do estudo, se apresentam como uma solução promissora para ensaios de reprodutibilidade bem sucedidos. Read More →

JCR, Kafka e MAI!

Pela segunda vez, os Anais da Academia Brasileira de Ciências foram surpreendidos ao descobrir que cerca de um quarto dos artigos de um número desapareceram da plataforma Jornal Citation Reports, um problema que deveria receber a atenção da indústria da publicação e avaliação. Algumas formas objetivas de avaliar a performance de volumes ou áreas específicas em um periódico são apresentadas. Read More →

Por que a reforma da comunicação científica parece tão difícil e lenta?

O mundo enfrenta problemas globais para os quais a ciência é necessária como parte da solução. No entanto, o sistema de comunicação científica não é remotamente tão rápido e aberto quanto necessário para uma colaboração mundial eficiente. Os poderes que estão em posição de reformar o sistema são muito tímidos. Crises como a COVID-19 poderão despertá-los? Read More →

Avaliação por pares não é apenas controle de qualidade, é parte integrante da infraestrutura social da pesquisa [Publicado originalmente no LSE Impact Blog em junho/2019]

O objetivo da avaliação por pares geralmente é retratado como um simples teste “objetivo” da solidez ou qualidade de um trabalho de pesquisa. No entanto, ela também desempenha outras funções, principalmente vinculando e desenvolvendo relacionamentos entre redes de pesquisadores. Neste post, Flaminio Squazzoni explora estas interconexões e argumenta que entender a avaliação por pares simplesmente como um exercício de controle de qualidade é permanecer cego às suas dimensões históricas, políticas e sociais. Read More →

Trabalhando de acordo com a regras – Como os objetivos bibliométricos distorceram a pesquisa italiana [Publicado originalmente no LSE Impact Blog em novembro/2019]

Como afirma a lei de Goodhart: “quando uma medida se torna um objetivo, ela deixa de ser uma boa medida”. O uso da bibliometria para medir e avaliar pesquisadores se tornou cada vez mais comum, mas a implementação destas políticas desvaloriza as métricas em que se baseiam? Alberto Baccini, Giuseppe De Nicolao e Eugenio Petrovich apresentam evidências de um estudo de pesquisadores italianos que revelam como a introdução de objetivos bibliométricos na academia italiana mudou a maneira como os acadêmicos italianos citam e usam o trabalho de seus colegas. Read More →

Um olhar sobre a avaliação por pares de propostas de auxílio à pesquisa

A plataforma Publons de registro da atividade acadêmica de avaliação por pares lançou o Grant Review in Focus (Avaliação de Auxílio à Pesquisa em Foco) sobre a avaliação e identificação de projetos para receber financiamento. Foram entrevistados 4.700 pesquisadores além de dados extraídos do Web of Science. Read More →

Google Acadêmico, Web of Science ou Scopus, qual nos dá melhor cobertura de indexação?

Uma análise recente da cobertura de indexação das bases de dados Google Acadêmico, Web of Science e Scopus mostra que valores mais altos nem sempre significam maior qualidade ou melhor indexação, uma vez que a inclusão de mais documentos de menor qualidade ou impacto pode refletir em outras facetas da análise e, dependendo do tipo de avaliação, deve ser necessário eliminar certos tipos de documentos da contagem de citações. Read More →

O workshop de 2019 sobre infraestruturas de dados cientométricos Abertos na Universidade de Leiden [Publicado originalmente no blog do CWTS em agosto/2019]

O Workshop sobre Infraestruturas de Dados Cientométricos Abertos foi realizado no CWTS em 28 de fevereiro e 1 de março de 2019. Ao longo de dois dias, 14 pesquisadores do CWTS e outros institutos de pesquisa e universidades se reuniram para discutir projetos e iniciativas atuais relacionados a infraestruturas de dados cientométricos abertos. Este post fornece um resumo das apresentações e discussões realizadas no evento. Read More →

Mapeando o impacto dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU na pesquisa global [Publicado originalmente no blog LSE Impact of Social Sciences em maio/2019]

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU representam uma das maiores e mais ininterruptas influências na pesquisa global atualmente. No entanto, mapear o efeito destas 17 metas na comunidade global de pesquisa é uma tarefa complexa. Neste post, Martin Szomszor, com base nas descobertas de um recente estudo bibliométrico, produz um “mapa de citações” da pesquisa sobre sustentabilidade, que destaca como os ODS da ONU permitiram o desenvolvimento de novas áreas de colaboração transdisciplinar e internacional em pesquisa. Read More →

O papel da contribuição não-brasileira no desempenho dos periódicos de psicologia no Brasil

Um exame do desempenho editorial entre os periódicos de psicologia no Brasil encontra maior desempenho editorial associado à contribuição não-brasileira, em termos de: autores e membros do conselho editorial de países de língua inglesa; bem como colaboração com autores de países de língua inglesa. Se discute implicações para editores e publishers, bem como para formuladores de políticas públicas. Read More →

O absurdo da igual exigência para o direito que o restante das publicações científicas

Índices bibliométricos (por exemplo, WoS/Scopus), normalmente utilizados nas ciências exatas e até mesmo nas ciências sociais, não devem ser utilizados da mesma forma como parâmetro para a pesquisa jurídica, pois não respondem da mesma forma para medir a produtividade ou a qualidade desta pesquisa. Texto disponível somente em espanhol. Read More →

Implicações do SciELO na história da cobertura da ciência da AL&C

Dados históricos sobre a presença da América/América Latina em fontes bibliográficas foram utilizados como referências para revisar as implicações do SciELO na recente cobertura de periódicos científicos na região. Três cenários são mencionados. Expansão da ciência moderna (periódicos e catálogo da Royal Society, séculos XVII-XIX); hegemonia dos índices anglo-saxões de citações (século XX); diversificação da cobertura e tipo de índices (século XXI). Através da geografia de citações visíveis no SciELO, nota-se sinais de mudanças na especialização dos periódicos regionais como fontes citadas; acreditamos que esta tendência continuará em periódicos que abordam questões regionais. Texto disponível somente em espanhol. Read More →

Todos os periódicos devem ter uma política que defina a autoria – aqui está o que incluir [Publicado originalmente no blog LSE Impact of Social Sciences em Janeiro/2018]

Artigos de pesquisa científica com grande número de autores tornaram-se mais comuns, aumentando a probabilidade de disputas de autoria. Danielle Padula, Theresa Somerville e Ben Mudrak enfatizam a importância de os periódicos definirem e comunicarem claramente os critérios de autoria aos pesquisadores. Além de ter uma política de inclusão, os periódicos também devem indicar práticas antiéticas de autoria, esclarecer a ordem dos autores em um estágio inicial, considerar o reconhecimento de contribuição e encaminhar quaisquer disputas que surjam para as instituições dos autores. Read More →

Produção e impacto da pesquisa brasileira: confrontando contextos internacional e nacional

A pesquisa científica brasileira, vista através de seus artigos e de seu impacto revela um cenário que há 30 anos atrás não se poderia descrever. O SciELO concretiza o que Garfield vislumbrou para a América Latina na década de 90, permitindo delinear o fluxo de citações como em muitos países ainda não se viu até o momento, e permitindo questionar a pertinência da expressão de Gibbs: “lost science in the third world”. Read More →