Author: Scielo

Periódicos de Medicina Tropical/Doenças Infecciosas e Parasitárias alinham-se às práticas editoriais da ciência aberta

Três dos mais importantes periódicos nas áreas de Medicina Tropical/Doenças Infecciosas e Parasitárias da Coleção SciELO Brasil decidem adotar as práticas da ciência aberta para oferecer mais transparência, compartilhamento e franco acesso aos resultados das pesquisas por eles comunicados. Trata-se do primeiro de uma série de projetos pilotos inéditos promovidos pelo SciELO para informar políticas editoriais assim como capacitar a gestão e operação dos periódicos na apropriação e interoperabilidade com preprints, dados e outros conteúdos subjacentes aos textos dos artigos para posterior abertura progressiva dos processos de avaliação por pares. Read More →

Como redigir um parecer acadêmico? [Publicado originalmente no blog da DADOS em julho/2019]

O objetivo deste post é expor, em linhas gerais, o que um/a parecerista deve considerar antes de redigir uma avaliação. Nele, discutimos questões como a importância de se redigir pareceres, os tipos de parecer possíveis, o que fazer ao detectar algum conflito de interesses etc. Read More →

Indexação de periódicos: Padrões essenciais e porque são importantes [Publicado originalmente no LSE Impact Blog em agosto/2019]

As maneiras pelas quais os periódicos são indexados on-line são essenciais para que eles possam ser pesquisados e encontrados. A inclusão em determinados índices também está intimamente ligada à avaliação de qualidade, com os financiadores de pesquisa exigindo frequentemente que seus contemplados publiquem em veículos listados em determinados índices. Neste post, Danielle Padula explica a importância de uma boa indexação de periódicos e como os periódicos que aplicam os principais padrões podem aumentar o alcance e o impacto de suas publicações. Read More →

O workshop de 2019 sobre infraestruturas de dados cientométricos Abertos na Universidade de Leiden [Publicado originalmente no blog do CWTS em agosto/2019]

O Workshop sobre Infraestruturas de Dados Cientométricos Abertos foi realizado no CWTS em 28 de fevereiro e 1 de março de 2019. Ao longo de dois dias, 14 pesquisadores do CWTS e outros institutos de pesquisa e universidades se reuniram para discutir projetos e iniciativas atuais relacionados a infraestruturas de dados cientométricos abertos. Este post fornece um resumo das apresentações e discussões realizadas no evento. Read More →

Ciência aberta e o novo modus operandi de comunicar pesquisa – Parte II

O processo de adoção do modus operandi da ciência aberta envolve todas as fases, atores e instâncias políticas e institucionais da pesquisa. Nos projetos de pesquisa a abertura é organizada e pervasiva em todo o ciclo da pesquisa. Este post apresenta uma visão geral da abertura do processo, conteúdos e resultados das pesquisas à luz das linhas prioritárias de ação do Programa SciELO. Está dividido em duas partes. Veja a Parte I aqui. Read More →

Ciência aberta e o novo modus operandi de comunicar pesquisa – Parte I

O processo de adoção do modus operandi da ciência aberta envolve todas as fases, atores e instâncias políticas e institucionais da pesquisa. Nos projetos de pesquisa a abertura é organizada e pervasiva em todo o ciclo da pesquisa. Este post apresenta uma visão geral da abertura do processo, conteúdos e resultados das pesquisas à luz das linhas prioritárias de ação do Programa SciELO. Está dividido em duas partes. Veja a Parte II aqui. Read More →

Registro de fontes de dados cientométricos [abertos] – um diretório colaborativo de fontes de dados cientométricos [Publicado originalmente no blog TIB em maio/2019]

Este post apresenta o desenvolvimento de um registro aberto e acessível de fontes de dados para informações cientométricas que visam obter feedback e colaboração das comunidades de ciência da informação para uma cobertura global. Read More →

Presença web e métricas de mídias sociais de artigos compartilhados no Twitter – Entrevista com Stefanie Haustein

Saber como e por quem os artigos são compartilhados nas mídias sociais pode ajudar na difícil tarefa de qualificar indicadores de métricas alternativas. Nesta entrevista, Stefanie Haustein, Professora Assistente da School of Information Studies da Universidade de Ottawa, no Canadá, e codiretora do ScholCommLab, aborda o papel das redes sociais, como o Twitter, como fonte de dados para a altmetria. Ela também analisa o papel que os periódicos desempenham na disseminação de seus artigos no Twitter e investiga como os artigos científicos do Brasil e dos usuários brasileiros do Twitter tuitam sobre os resultados de pesquisa. Read More →

A corrida do ouro: Por que o acesso aberto aumentará o lucro dos publishers [Publicado originalmente no blog LSE Impact of Social Sciences em junho/2019]

Uma importante justificativa para a transição de um sistema de publicação de periódicos baseado em assinaturas para um sistema de publicação em acesso aberto é que, embora a impressão e distribuição de cópias físicas de periódicos seja um processo caro, o custo da publicação digital e disseminação é marginal. Neste post, Shaun Khoo argumenta que, embora uma mudança para o acesso aberto “dourado” (no qual o autor paga para publicar) ofereça acesso mais amplo à pesquisa, a falta de sensibilidade entre os acadêmicos representa um risco de que eles fiquem presos a um novo sistema inflacionário de pagamento para publicar, que poderia potencialmente ser mais caro para os pesquisadores do que o modelo anterior por assinatura. Read More →

Perspectivas no cenário de descoberta de acesso aberto [Publicado originalmente no blog Jisc Scholarly Communications em abril/2019]

As ferramentas de descoberta de acesso aberto permitem que os usuários encontrem artigos científicos disponíveis em formato aberto, seja no site do publisher ou em outro local. Este é um empreendimento tecnicamente desafiante e requer um profundo entendimento do panorama da comunicação científica, da infraestrutura subjacente e das necessidades de grupos de partes interessadas muito distintos, como pesquisadores, publishers, provedores de serviços e o público em geral. Read More →

Mapeando o impacto dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU na pesquisa global [Publicado originalmente no blog LSE Impact of Social Sciences em maio/2019]

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU representam uma das maiores e mais ininterruptas influências na pesquisa global atualmente. No entanto, mapear o efeito destas 17 metas na comunidade global de pesquisa é uma tarefa complexa. Neste post, Martin Szomszor, com base nas descobertas de um recente estudo bibliométrico, produz um “mapa de citações” da pesquisa sobre sustentabilidade, que destaca como os ODS da ONU permitiram o desenvolvimento de novas áreas de colaboração transdisciplinar e internacional em pesquisa. Read More →

Lançamento da Aliança Global de Plataformas de Comunicação Científica em Acesso Aberto para democratizar o conhecimento [Publicado originalmente no site da UNESCO em abril/2019]

O acesso aberto ao conhecimento científico ganhou um significativo impulso com a aliança de 6 plataformas web de publicação de periódicos de quatro continentes – AJOL da África, AmeliCA da América Latina e Sul Global, Érudit do Canadá, J-STAGE do Japão, OpenEdition da França e a Rede SciELO que opera nos países da América Latina, África do Sul, Espanha e Portugal. A Global Alliance of Open Access Scholarly Communication (GLOALL) foi idealizada durante a Semana SciELO 20 Anos e lançada formalmente em 8 de abril na sessão dedicada à disseminação de informação científica da World Summit of the Information Society (WSIS). A sessão e o lançamento da GLOALL foram organizadas pela UNESCO. A aliança defende a bibliodiversidade geográfica, temática e cultural no desenvolvimento do fluxo global de informação científica. Read More →

Wellcome Open Research, o futuro da Comunicação Científica? [Publicado originalmente no blog LSE Impact of Social Sciences em fevereiro/2019]

Neste post, Robert Kiley e Michael Markie, discutem a aspiração por trás da criação do Wellcome Open Research, uma plataforma de publicação liderada por financiadores inovadores, e avaliam o sucesso da plataforma nos seus dois primeiros anos. Prosseguindo para imaginar um futuro no qual toda a pesquisa é publicada utilizando os princípios do Wellcome Open Research, eles sugerem os benefícios potenciais que um sistema de publicação teria para a pesquisa e avaliação da pesquisa. Read More →

SciELO pós 20 Anos: o futuro continua aberto

O presente e futuro do Programa SciELO, das 15 coleções da Rede SciELO e, particularmente, dos mais de mil periódicos SciELO foi analisada e debatida amplamente na Semana SciELO 20 Anos no contexto de uma comunicação científica globalizada e inclusiva. O alinhamento com a ciência aberta passa a ser o condutor da operação e o aperfeiçoamento dos periódicos de qualidade com foco na profissionalização, internacionalização e sustentabilidade operacional e financeira. A expectativa é que nos próximos três anos a maioria dos periódicos e as pesquisas que publicam estejam operando segundo as boas práticas da ciência aberta. Read More →

O papel da contribuição não-brasileira no desempenho dos periódicos de psicologia no Brasil

Um exame do desempenho editorial entre os periódicos de psicologia no Brasil encontra maior desempenho editorial associado à contribuição não-brasileira, em termos de: autores e membros do conselho editorial de países de língua inglesa; bem como colaboração com autores de países de língua inglesa. Se discute implicações para editores e publishers, bem como para formuladores de políticas públicas. Read More →