Tag: Disseminação Da Informação

Servidor SciELO Preprints completa dois anos de operação, contribuindo para o avanço da Ciência Aberta

Decorações de festa douradas e brancas sobre um painel branco

Lançado em abril de 2020 como uma resposta à pandemia de Covid-19 e parte do posicionamento do Programa SciELO enquanto um programa de ciência aberta, o servidor SciELO Preprints completa dois anos de operação. Read More →

Um marco para o livro de acesso aberto: Mais de 50.000 livros de acesso aberto no DOAB

Logo do DOAB

Um marco para o acesso aberto – o DOAB agora inclui mais de 50.000 livros em acesso aberto publicados em 90 idiomas por 560 publishers de livros acadêmicos. O diretório, que representa estudos de autores e publishers de todo o mundo, está disponível abertamente para a comunidade acadêmica e o público em geral. Read More →

Publicação acadêmica e carros elétricos: um comentário sobre “The big idea: should we get rid of the academic paper?”

The big idea: should we get rid of the academic paper? publicado no The Guardian, alega que, por ser a publicação acadêmica é uma prática antiga e por ser falha, deveria ser substituída por algo mais “moderno”. Glenn Hampson, diretor executivo do Science Communication Institute (SCI) e diretor do programa da Open Scholarship Initiative (OSI) comenta o artigo. Read More →

Comentário sobre “The big idea: should we get rid of the scientific paper?”

O texto The big idea: should we get rid of the scientific paper?, publicado pelo jornal britânico The Guardian, Stuart Ritchie propõe uma ação radical: os cientistas devem abandonar o formato atual do artigo científico, que é estático e sem interatividade. Adeilton Brandão, editor-chefe das Memórias do Instituto Oswaldo Cruz e pesquisador da Fiocruz comenta o artigo. Read More →

Novas recomendações internacionais para publicação em acesso aberto – #BOAI20

No 20º aniversário da BOAI, ocasião em que foi cunhado o conceito de “acesso aberto”, a Open Access Initiative anuncia novas recomendações que buscam desmantelar as desigualdades existentes nos sistemas de compartilhamento de conhecimento e incentivam o desenvolvimento de novas estruturas que promovam inclusão na criação, contribuição, acesso e benefício do conhecimento. Read More →

A sociedade tem forte demanda por ciência de acesso aberto

A análise de mais de 1,6 milhão de comentários deixados em downloads nas Academias Nacionais dos EUA mostra que metade é para uso acadêmico e a outra metade revela adultos de todo o país que buscam informação da mais alta qualidade para melhorar a forma como trabalham, satisfazem sua curiosidade e aprendem. Conhecendo a importância de tal informação, os formuladores de políticas deveriam ser incentivados a protegê-la. Read More →

Preprints SciELO podem ser encontrados no Europe PMC [Publicado originalmente no blog do Europe PMC em março/2022]

Os preprints SciELO estão agora indexados e podem ser encontrados no Europe PMC. Mais de 1.000 preprints SciELO podem ser localizados no Europe PMC em seu idioma original (português, espanhol ou inglês). Um resultado importante desta colaboração é o impulso para mudanças na infraestrutura acadêmica para lidar melhor com o conteúdo multilíngue. Read More →

Como se utilizam as altmetrias para avaliar a produção científica da América Latina

Altmetrias são métricas alternativas que reúnem menções feitas a artigos científicos em redes sociais, sites de notícias e blogs; políticas e patentes; Wikipedia e outras fontes para avaliar o impacto de publicações na web social. Um estudo utilizando periódicos e artigos da rede SciELO na América Latina foi realizado para qualificar a presença web dos resultados de pesquisa latino-americana e explorar o potencial da altmetria. Read More →

A ANPOCS, seus Encontros Nacionais e a Ciência Aberta

A ANPOCS tem promovido debates com editores sobre a sustentabilidade financeira dos periódicos das ciências sociais assim como sobre transformações e inovações no mundo da editoração científica e na comunicação pública das ciências, particularmente àquelas relacionadas a Ciência Aberta. Para o próximo Encontro Anual (out/22), o objetivo é fortalecer acadêmica e politicamente o periodismo científico da área e incentivar práticas que conectem a produção científica, os debates nos congressos, os repositórios e servidores de preprint e os periódicos. Read More →

Post convidado – Construindo um caminho mais fácil para a publicação de livros em acesso aberto: Apoio para autores [Publicado originalmente no Scholarly Kitchen em março/2021]

Christina Emery apresenta uma visão geral atualizada do panorama dos livros em acesso aberto e examina os desafios da publicação de livros em acesso aberto de acordo com o feedback de autores e pesquisadores, além do suporte disponível para eles. Read More →

Projeto Presença em Mega Índices propõe criar maior visibilidade para os periódicos da Coleção SciELO Brasil

Buscando ampliar a presença internacional, facilitar o acesso à informação e geração de indicadores de qualidade dos periódicos SciELO, está em curso um projeto com apoio da equipe do Scopus no Brasil para maximizar a indexação dos periódicos SciELO começando com os da coleção do Brasil. O processo, que abarca cerca de 75 periódicos, iniciou com uma pré-analise seguida por um webinário, envio de dados coletados para o Scopus e atualização de páginas informativas. Read More →

Estudo sobre o uso da modalidade de Publicação Contínua na coleção SciELO Brasil

O estudo feito por pesquisadoras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul aponta que existe uma propensão ao desprendimento dos periódicos do modelo de publicação com volume e números, tendo nos últimos anos um aumento significativo de adesão à Publicação Contínua. A modalidade ganhou importância no Brasil após ser inserida no documento de critérios para publicação da Coleção SciELO Brasil. Read More →

Preprints otimizam a comunicação da pesquisa [Publicado originalmente no editorial do vol. 20 no. 4 da Revista Habanera de Ciencias Médicas]

A modalidade dos preprints vem se afirmando como passo inicial de comunicação de pesquisas após 50 anos da sua concepção no NIH dos EUA e do início da operação do servidor arXiv. Trata-se de um enriquecimento do modelo clássico de comunicação científica no qual manuscritos inéditos são submetidos a periódicos para avaliação por pares. Os periódicos têm, entre outras, a função crítica de validação das pesquisas. Os preprints são disponibilizados antes dessa validação como meio de acelerar a comunicação dos resultados das pesquisas e aperfeiçoar os manuscritos antes do envio para sua validação para um periódico. O uso de preprints é identificado como uma das práticas de ciência aberta. Read More →

Integração de bases de dados nacionais acadêmicas na Europa

A necessidade de uma infraestrutura abrangente para publicações acadêmicas está na agenda da União Europeia há muito tempo. Em particular, a política de ciência aberta da Comissão Europeia destaca a necessidade de uma boa base de dados para monitorizar as publicações de acesso aberto na Europa. No entanto, ainda faltam muitas publicações para contar com uma infraestrutura de informação abrangente sobre pesquisa aberta. Nos últimos 10 anos, os países europeus investiram significativamente em infraestruturas nacionais, e agora, pelo menos 20 países europeus têm uma base de dados nacional para pesquisa de metadados de publicação aberta. No entanto, elas ainda não estão integradas nem são amplamente utilizadas para comparações entre países. Read More →

“O governo está seguindo a ciência”: Por que a tradução de evidência em políticas públicas está gerando tanta controvérsia? [Publicado originalmente no LSE Impact Blog em novembro/2020]

No Reino Unido, o governo se apresentou como sendo guiado por evidência científica em suas respostas para políticas públicas à COVID-19. Isso fez com que a ciência, em particular a epidemiologia, se tornasse ela própria politizada e contestada. No entanto, nem a politização da ciência nem as questões em torno do status da evidência são novas. Neste artigo, Luis Pérez-González, descreve como uma política de especialização semelhante desempenhou seu papel na formulação de políticas ambientais. O autor argumenta que para que a evidência científica seja comunicada com sucesso em políticas públicas, ela precisa ser informada por valores bipartidários. Read More →