Author: Lilian Nassi-calò

A avaliação da pesquisa deve ir além de comparar métricas de impacto

Fotografia de uma régua de madeira de 15 centímetros apoiada em um apoio laranja em um fundo amarelo.

A avaliação dos resultados de pesquisa que utiliza principalmente métricas baseadas em citações apresenta limitações que conduzem a distorções na gestão de recursos humanos e financeiros em instituições de pesquisa em todo o mundo. Um acordo inovador denominado Agreement on Reforming Research Assessment, elaborado por iniciativa da Comissão Europeia e organizações deste continente com o apoio de 350 organizações públicas e privadas de mais de 40 países, acaba de ser publicado, e estabelece critérios que valorizam a avaliação qualitativa e limitam o uso de indicadores quantitativos. Read More →

PLOS reporta sobre publicação do Histórico da Avaliação por Pares Aberta

Fotografia de um ramo de pequenas flores roxas que nasceram entre rochas.

PLOS, pioneira da publicação em acesso aberto nos anos 2000, reporta os resultados de sua política de avaliação por pares aberta implementada em 2019. A Publicação do Histórico de Avaliação por Pares é resultado da opção do parecerista em assinar o informe de avaliação por pares e do autor em publicar o histórico da avaliação, que consiste em vários documentos. Read More →

Como se utilizam as altmetrias para avaliar a produção científica da América Latina

Altmetrias são métricas alternativas que reúnem menções feitas a artigos científicos em redes sociais, sites de notícias e blogs; políticas e patentes; Wikipedia e outras fontes para avaliar o impacto de publicações na web social. Um estudo utilizando periódicos e artigos da rede SciELO na América Latina foi realizado para qualificar a presença web dos resultados de pesquisa latino-americana e explorar o potencial da altmetria. Read More →

Como a retórica da excelência influencia a avaliação da pesquisa

Lineart Flat e-learning website hero image vector illustration. Online education knowledge concept. Laptop, profile of school studding graduation certificate, first place medal on screen.

Instituições acadêmicas divulgam seus programas de ensino e pesquisa associados a posições de destaque em rankings universitários ou a nomes que são sinônimos de sucesso, prestígio e reputação. Muitas vezes, o termo “excelência” é utilizado para qualificá-las e seus programas de pesquisa. Aqui é feita uma análise mostrando como a “retórica da excelência” é utilizada no mundo acadêmico e favorece a falta de reprodutibilidade, fraude e a distribuição ineficaz de auxílio à pesquisa e propõe estratégias para combatê-la. Read More →

Quanto custa um artigo? Serviços de publicação acadêmica e seus valores de mercado

Quanto custa publicar um artigo em acesso aberto? Este post relata um estudo publicado na F1000Research, no qual os autores coletaram dados detalhados sobre cada etapa da publicação científica, desde a aquisição, preparação até a disseminação de conteúdo, considerando seis cenários com distintos provedores de serviços editoriais. A média de custo é de US$ 460 a US$ 520, e depende do número de artigos publicados por ano. Read More →

O papel dos artigos de revisão vai além de sintetizar o conhecimento atual sobre um tema de pesquisa

Artigos de revisão, ademais de contribuir para manter atualizados os pesquisadores em temas específicos, exercem um papel importante na curadoria dos trabalhos acadêmicos e podem influenciar, por meio de padrões de citação, temas emergentes de pesquisa. Read More →

Editores opinam sobre política editorial e aspectos da avaliação por pares

A avaliação por pares varia em grande extensão entre periódicos e disciplinas. Um estudo recentemente publicado na eLife teve por objetivo avaliar a postura de editores de periódicos de cinco disciplinas sobre seu modo de conduzir avaliação por pares. Os resultados sugerem que a avaliação por pares segue sendo uma prática fechada em boa parte, com alguns desafios do ponto de vista ético. Read More →

O quão efetivos são os mandatos de financiadores para o acesso aberto?

O Plano S, lançado na Europa em final de 2018 para acelerar a transição para o acesso aberto a partir de janeiro de 2020, impõe mandatos de acesso aberto para toda pesquisa financiada com recursos públicos. Mas seriam realmente efetivos em promover o acesso aberto tais mandatos? Um estudo mostrou que os resultados foram muito variáveis segundo as disciplinas e os financiadores. No entanto, entre a via dourada e a via verde, dois terços dos artigos estão, de fato, disponíveis para leitura. Read More →

O caminho para os ensaios de reprodutibilidade passa pelos Relatos Registrados

A necessidade de reproduzir resultados de pesquisa em nome da transparência e credibilidade da ciência passa por inúmeros desafios. Um artigo publicado pela Nature indica que, para obter melhores resultados dos ensaios de reprodutibilidade, é importante estabelecer protocolos de comum acordo com os autores do estudo original e alinhar expectativas. Os Relatos Registrados, submetidos à avaliação por pares antes da etapa experimental do estudo, se apresentam como uma solução promissora para ensaios de reprodutibilidade bem sucedidos. Read More →

Postar preprints antes da avaliação por pares está associado à maior visibilidade e citação dos artigos publicados

A comunicação de resultados de pesquisa por meio de preprints vem aumentando significativamente, a julgar pelo número crescente de manuscritos depositados no servidor bioRxiv para biologia e ciências da vida. No entanto, apenas uma pequena fração dos artigos de pesquisas indexados no PubMed iniciaram como preprints no bioRxiv. Mas o que diriam os autores indecisos quanto aos preprints se soubessem que artigos que têm preprints associados – têm o índice do Altmetric 49% maior e 36% mais citações? É o que mostra um estudo recente publicado no eLife. Read More →

Um olhar sobre a avaliação por pares de propostas de auxílio à pesquisa

A plataforma Publons de registro da atividade acadêmica de avaliação por pares lançou o Grant Review in Focus (Avaliação de Auxílio à Pesquisa em Foco) sobre a avaliação e identificação de projetos para receber financiamento. Foram entrevistados 4.700 pesquisadores além de dados extraídos do Web of Science. Read More →

Promovendo e acelerando o compartilhamento de dados de pesquisa

O informe The State of Open Data 2018 entrevistou pesquisadores de todos os continentes sobre as motivações, hábitos, conhecimento e práticas de compartilhamento de dados. Os resultados, comparados aos informes de 2016 e 2017, trazem informação relevante sobre a evolução dos dados abertos de pesquisa em todo o mundo além de como fortalecer esta prática na academia, para que atinja os resultados esperados. Read More →

Potenciais vantagens e desvantagens na publicação de pareceres

A publicação dos pareceres da avaliação por pares dos manuscritos é uma tendência crescente na comunicação científica, a favor da transparência e uma prática associada à ciência aberta. Existem, entretanto, vantagens e desvantagens que devem ser consideradas pelos editores dos periódicos ao adotar esta modalidade de avaliação. Read More →

Avaliação por pares aberta: a publicação dos pareceres influencia o comportamento dos pareceristas?

Um estudo piloto foi realizado com cinco periódicos do publisher Elsevier em diferentes áreas do conhecimento sobre os efeitos de se publicar as avaliações de 9.220 artigos submetidos entre 2010 e 2017. As principais conclusões do estudo sugerem que a publicação dos pareceres não influencia ou compromete o trabalho de revisão por pares. Os autores não puderam detectar nenhum efeito significativo na disponibilidade para realizar a avaliação, no conteúdo e teor das recomendações, ou tempo para avaliar. No entanto, apenas 8,1% dos pareceristas concordaram em divulgar sua identidade como autor dos pareceres. Read More →

eLife testa uma abordagem inovadora de avaliação por pares

O periódico eLife realiza um experimento inovador aceitando todos os artigos que enviar para avaliação por pares após triagem inicial. Para testar a viabilidade de uma forma ainda mais participativa de revisão por pares, os autores poderão controlar a decisão sobre publicar (ou não) seus artigos e de que forma irão responder aos comentários dos pareceristas. Ao romper com os paradigmas da relação autor-editor-parecerista, o eLife pretende promover um diálogo construtivo entre as partes e reduzir a carga do prestígio do periódico na avaliação da ciência. Read More →