Geo for All – Princípios Abertos em GeoEducação e Ciência

A essência da missão Geo for All é a crença de que o conhecimento é um bem público e os Princípios Abertos na Educação proporcionarão grandes oportunidades para todos. Os principais ingredientes que tornam a Ciência Geoespacial Aberta possível estão legitimados nos Princípios Abertos, ou seja: software geoespacial de código aberto, dados abertos, padrões abertos, recursos educacionais abertos e acesso aberto à publicações de pesquisa. Read More →

eLife testa uma abordagem inovadora de avaliação por pares

O periódico eLife realiza um experimento inovador aceitando todos os artigos que enviar para avaliação por pares após triagem inicial. Para testar a viabilidade de uma forma ainda mais participativa de revisão por pares, os autores poderão controlar a decisão sobre publicar (ou não) seus artigos e de que forma irão responder aos comentários dos pareceristas. Ao romper com os paradigmas da relação autor-editor-parecerista, o eLife pretende promover um diálogo construtivo entre as partes e reduzir a carga do prestígio do periódico na avaliação da ciência. Read More →

Quanto tempo leva para fazer ciência? A emergência do tempo na comunicação científica

A comunicação científica tem sofrido grandes transformações nas últimas duas décadas, sobretudo em função da popularização de novas tecnologias de informação, que impõem um novo regime de tempo e de velocidade na editoração científica. Porém, estas mudanças não são apenas respostas aos avanços tecnológicos. Trata-se de questões mais complexas relacionadas à reconfiguração do trabalho acadêmico e mudanças sobre o paradigma da comunicação e as dificuldades e desafios enfrentados pelos editores e pesquisadores sobre a gestão do tempo. Read More →

Gestão de Dados Científicos – da coleta à preservação

A gestão adequada dos dados usados em pesquisas científicas tornou-se parte obrigatória das boas práticas de pesquisa. A era da Ciência Aberta vem revolucionando a metodologia científica, motivando o surgimento de novas linhas de pesquisa em todas as áreas do conhecimento. O post descreve alguns desafios desta gestão do ponto de vista computacional. Read More →

O amanhã dos periódicos SciELO será discutido por grupos de trabalho na Reunião da Rede SciELO da Semana SciELO 20 Anos

A Semana SciELO 20 Anos se projeta como um fórum global de discussão do estado atual dos periódicos, os avanços e desafios relacionados à transição para o modus operandi da ciência aberta. Evento chave da semana, a Reunião da Rede SciELO se realizará por meio de grupos de trabalho de editores, pesquisadores e profissionais de informação e comunicação científica que abordarão a relevância dos periódicos SciELO e as linhas prioritárias de ação para os próximos 3 a 5 anos que orientarão a transição a ciência aberta. Read More →

Revisão por pares – sobre as estruturas e os conteúdos

A revisão por pares é uma parte constitutiva da comunicação científica. Suas modalidades são variadas: simples cego, duplo cego, abertas e, agora também, as revisões parciais. A revisão parcial, que apenas valida a solidez técnica do documento, é uma característica dos mega-journals de acesso aberto como PLoS ONE e vários outros. Read More →

Comunicação e avaliação por pares devem ser universalmente separados

A Semana SciELO 20 Anos realizará um amplo e aberto fórum de discussão sobre o futuro da comunicação científica e dos periódicos. Para tanto, há um grupo de discussão para cada um dos 12 temas da Conferência SciELO 20 Anos. A discussão começa com este comentário do Jan Velterop sobre a separação entre comunicação e peer review postado no grupo de discussão do Painel 3.1 que trata da comunicação rápida via preprints e outras formas de acelerar a disponibilização de resultados de pesquisas. Read More →

A Fiocruz frente ao desafio da Ciência Aberta em prol do Desenvolvimento e da Saúde Pública

A grande mobilização dos países em torno da Ciência Aberta se expressa no desenvolvimento de infraestruturas, Planos de Gestão de Dados, capacitação e métricas de avaliação e recompensa. Enquanto novo paradigma, a Ciência Aberta deve focar nos interesses e benefícios para a sociedade, além dos avanços no conhecimento. No campo da saúde, a abertura de dados de pesquisa pode promover uma ciência mais ágil na solução de problemas, na formulação de políticas públicas baseadas em evidências e na participação do cidadão como produtor de conhecimento. Read More →

Identificadores e Pesquisa: Fundamentos e Planos do ORCID – Entrevista com Laure Haak

O Brasil está promovendo um avanço notável na adoção do identificador de pesquisadores ORCID com a formação do Consorcio Consórcio Brasileiro ORCID liderado pela CAPES com a participação de várias organizações entre as quais o SciELO. Todos os periódicos SciELO Brasil publicarão os artigos com o ORCID dos autores a partir de 2019. Entrevista com Laure Haak realça a importância do ORCID. Read More →

Perspectivas da avaliação por pares aberta: Instigante ponto de interrogação

Pesquisa analisa a viabilidade da adoção da avaliação por pares aberta por periódicos da ciência da informação. Este post apresenta a primeira etapa já concluída com foco nos editores. A segunda etapa já em andamento tem como foco avaliadores, com o fim de alcançar visão abrangente sobre a adoção da avaliação por pares aberta pelos periódicos da ciência da informação. Read More →

Discutindo indicadores em financiamento à pesquisa: Qual o papel das altmetrias? [Publicado originalmente no blog Europe of Knowledge em Dezembro/2017]

Em qualquer extensão, altmetrias, ou métricas alternativas, estão ganhando força no ensino superior. Este post é baseado em minha dissertação de mestrado, que explora o uso de altmetria com foco em financiamento à pesquisa. As altmetrias rastreiam e contam as menções de citações acadêmicas em mídias sociais, sites de notícias, documentos de política e sites de bookmarking social. Em seguida, os provedores de dados altmétricos agregam o número de menções. Isso permite uma observação de quantas vezes a pesquisa foi visualizada, discutida, seguida, compartilhada e baixada. Read More →

SciELO lança nova interface de operação das coleções

A nova interface de operação das coleções nacionais e temáticas da Rede SciELO oferece experiência visual contemporânea e se caracteriza pela rapidez de resposta. O desenvolvimento da interface fez uso de tecnologias de programação, processamento e integração eficientes, flexíveis e de alta segurança. A nova interface está em operação experimental com a coleção temática SciELO Saúde Pública desde novembro de 2017. Em 2019 todas as coleções da Rede SciELO estarão operando com a nova interface. O lançamento da interface é parte das comemorações dos 20 anos do Programa SciELO. Read More →

Como aproveitar ao máximo uma conferência acadêmica – uma lista de verificação para antes, durante e após a reunião [Publicado originalmente no blog LSE Impact of Social Sciences em Março/2018]

Preparando-nos para a celebração dos 20 Anos do SciELO, esta publicação de Marta Teperek apresenta uma lista de verificação dos preparativos antes, durante e após um evento acadêmico para maximizar a oportunidade de entrar em contato com especialistas e trocar ideias. Read More →

Critérios de autoria preservam a integridade na comunicação científica

A crescente demanda por transparência e abertura na pesquisa e sua comunicação tem por objetivo aumentar a confiabilidade e reprodutibilidade dos resultados publicados. A atribuição de autoria, por sua relevância nos processos acadêmicos de avaliação e recompensa, exige comprometimento, transparência e regras claramente definidas. Um grupo de estudiosos composto por acadêmicos, instituições de pesquisa, agências de fomento, publishers e sociedades científicas desenvolveu uma taxonomia com 14 categorias para classificar a contribuição de autores. Vincular as categorias desta taxonomia ao identificador persistente de autor (ORCID) e aos metadados do artigo permite rastrear a contribuição dos autores através de suas publicações e de sua carreira. Read More →

Os artigos dos periódicos SciELO nas plataformas de Ciência Aberta da Comissão Europeia

A plataforma tecnológica do SciELO foi atualizada no início de 2018 para permitir a integração dos artigos dos periódicos SciELO nas fontes de informação dos projetos OpenAire e OpenMinTED da Comissão Europeia. O OpenAire opera um repositório de textos e dados de pesquisa e serve de apoio aos mandatos de acesso aberto e de dados de pesquisa abertos da comunidade europeia. O projeto OpenMinTED promove o desenvolvimento de uma plataforma de mineração de textos completos e de dados de pesquisa. A participação dos artigos SciELO nestas plataformas contribuirá para ampliar a visibilidade e uso dos resultados das pesquisas que comunicam. Read More →