O que é a Public Library of Science Collections? – Parte II

Este post apresenta a segunda parte da descrição dos conteúdos da PLoS Collections. Das sete coleções que a integram, foram selecionadas Text Mining e Altmetrics, onde se analisa brevemente seus conteúdos e importância para a cienciometria e as ciências da informação, e o crescimento destas disciplinas potencializadas pelo acesso aberto a textos completos. Read More →

Os desafios da profissionalização

A profissionalização da gestão e operação dos periódicos indexados pelo SciELO enfrenta desafios relacionados com a sua centralidade no meio acadêmico, com destaque por um lado, para o uso racional do limitado tempo que dedicam os pesquisadores na posição de editores-chefes e, por outro, para a adoção dos serviços de editoração, publicação, disseminação e marketing de acordo com o estado da arte internacional. Read More →

O que é Public Library of Science Collections? – Parte I

A PLoS Collections contém documentos selecionados sobre sete áreas temáticas publicados em Acesso Aberto. São apresentados brevemente os conteúdos e importância que têm estas coleções, as quais ilustram o passado, presente e futuro do Acesso Aberto, e também sobre o crescimento das disciplinas de Text Mining e Altmetria, potencializadas pelo acesso livre a textos completos. Read More →

O que é o declínio dos periódicos de Elite?

De acordo com um estudo de Vincent Larivière da Universidade de Montréal, houve um crescimento exponencial de artigos publicados nos periódicos de elite. Entretanto para que um artigo se encontre no seleto grupo dos 5% com maior impacto, é necessário o dobro de citações que anos atrás, e que estes artigos se distribuam em uma base mais ampla de títulos, pois os autores são mais independentes ao selecionar onde publicar. Read More →

Ética Editorial – cronologia de um plágio

As pesquisas mais avançadas, e que são publicadas em periódicos de elite como Nature, não escapam do plágio ou de faltas graves. Devido a um caso recente sobre células mãe a Universidade Weseda do Japão ordenou a revisão de 280 teses apresentadas no Instituto RIKEN desde sua fundação em 2007. Read More →

Autores cujo idioma nativo não é o inglês e editores, avaliam dificuldades e desafios para publicar em periódicos internacionais

Devido a barreiras de língua e cultura, autores de países emergentes têm enfrentado desafios para ter seus artigos aceitos em periódicos do main stream internacional. Uma pesquisa conduzida com editores internacionais e autores de países cujo idioma nativo não é o inglês mostra que bons resultados de pesquisa podem ser prejudicados por redação pobre e dificuldades com o idioma. Read More →

Cienciometria de avaliadores – serão finalmente reconhecidos?

ORCID e CASRAI iniciam um projeto para estabelecer procedimentos estandardizados para reconhecer o trabalho dos avaliadores (peer-reviewers). Deste modo o importante trabalho de revisão por pares, quase sempre anônimo, poderá ser contado nos méritos pessoais e ser incorporado nos indicadores cienciométricos e altmétricos, mas isso dependerá de que se obtenha um nível suficiente de aplicação e aceitação. Read More →

SciELO Brasil revisa os critérios de indexação

Os critérios de indexação que orientam os processos de avaliação de periódicos para determinar o ingresso e a permanência na Coleção SciELO Brasil estão sendo atualizados. Os novos critérios serão anunciados no segundo semestre de 2014. O objetivo é que os critérios de indexação reflitam as linhas prioritárias de ação do Programa SciELO no sentido de aumentar a visibilidade e impacto das pesquisas que comunica. Read More →

Registro de ensaios clínicos será unificado na União Europeia

A União Europeia aprovou em abril de 2014 a legislação que regulamenta o registro de ensaios clínicos, que permitirá a cooperação de laboratórios e instituições de pesquisa entre países. A medida contribuirá para que os ensaios sejam mais transparentes e confiáveis, e também possibilitará a pesquisa de medicamentos para enfermidades raras. A primeira plataforma para registro de ensaios clínicos foi criada pela OMS em 2004. Atualmente, o registro de ensaios clínicos é mandatório na maioria dos países. Read More →

Ética editorial – os intelectuais também tem que fazer referências bibliográficas

Devem os intelectuais de prestigio incluir em suas obras as referencias bibliográficas de suas fontes ou é por acaso a referência bibliográfica um tecnicismo arcaico? Esta discussão surgiu no início deste mês devido às acusações sobre Zigmunt Bauman de que seu último livro inclui em múltiplos lugares seções de texto copiadas de sites e Wikipedia, procedimento denominado “plágio em mosaico”. Read More →

Estudo destaca os modelos de publicação em periódicos científicos do Brasil e Espanha

Brasil e Espanha têm perfil dominante em produção científica em suas respectivas regiões, e possuem grande potencial no campo da publicação acadêmica. Não obstante as diferenças na história do desenvolvimento cientifico entre os países, ambos possuem número comparável de periódicos no Web of Science e desenvolveram modelos bem sucedidos de acesso aberto. Este post destaca estudo de pesquisadores dos dois países que traça um perfil destes programas e as razões do seu sucesso. Read More →

Países em desenvolvimento liderados pela China ameaçam domínio norte-americano na ciência

Na última década, os Estados Unidos estão perdendo terreno em ciência e tecnologia para economias emergentes, principalmente na Ásia, segundo relatório do National Science Board em 2014. O país, entretanto, permanece líder em inovação, o que pode ter um relevante impacto na retomada do seu crescimento econômico. Muitos países estão desenvolvendo capacidades tecnológicas e capital humano para suportar uma economia baseada em conhecimento, com benefícios evidentes para estas nações. Read More →

Ética editorial – Boas práticas em ética editorial – Wiley atualiza seu famoso manual em Acesso Aberto

O famoso manual Best Practice Guidelines on Publishing Ethics: A Publisher’s Perspective foi publicado recentemente em Acesso aberto em edição renovada. Esta edição agrega temas que atualizam as práticas da ética editorial ao enfrentar situações como a privacidade e a confidencialidade, as diferenças culturais, os direitos humanos, os ensaios clínicos com animais, e outros temas que geram controvérsias atualmente. Read More →

XML, por quê?

A estruturação em XML dos textos completos de todos os periódicos SciELO a partir de 2015 representa um avanço notável para os processos de editoração, publicação e interoperabilidade dos periódicos e das pesquisa que publicam. Com o XML serão mais eficientes os processos de controle de qualidade da estrutura dos textos, do seu armazenamento e recuperação em bases de dados, do intercâmbio com outros sistemas e da apresentação em diferentes formatos e dispositivos de leitura fixos e móveis. Read More →

Hábitos de leitura de literatura científica entre pesquisadores

Pesquisadores hoje em dia encontram-se expostos a uma avalanche de informação científica que torna um desafio constante selecionar o que é relevante e acompanhar os recentes desenvolvimentos em um determinado tema. Estudos apontam que pela primeira vez em 35 anos pesquisadores podem ter atingido um patamar na capacidade de leitura de artigos e outras fontes de informação científica. O conceito de ler, inclusive, poderá ser redefinido com o passar do tempo. Read More →