Author: Ernesto Spinak

Colaborador do SciELO, engenheiro de Sistemas e licenciado en Biblioteconomia, com diploma de Estudos Avançados pela Universitat Oberta de Catalunya e Mestre em “Sociedad de la Información" pela Universidad Oberta de Catalunya, Barcelona – Espanha. Atualmente tem uma empresa de consultoria que atende a 14 instituições do governo e universidades do Uruguai com projetos de informação.

Princípios para citar dados científicos

Recentemente foi aprovada pelo grupo internacional FORCE11 a Joint Declaration of Data Citation Principles, o que assinala um marco no avanço da comunicação científica no ambiente online. Esta Declaração está sendo assinada e aprovada pelos principais grupos editoriais do mundo, universidades e, futuramente, será incorporada aos procedimentos do SciELO em sua melhora continua de gestão. Read More →

Como faço para que me leiam e me citem se não publico em elite-journals?

O impacto de citações de nossos artigos dependerá em grande parte do trabalho de promoção que fizermos daquilo que publicamos. As citações não surgirão mecanicamente do Fator de Impacto do periódico, porém do nosso trabalho pessoal de marketing. Read More →

Semana Internacional dos Dados Abertos – o que há de novo?

Por ocasião da Semana Mundial de Dados Abertos, a ETSINF de Valencia promoveu o “1st International Workshop on Open Research Data”, onde foram apresentadas conferências interessantes que cobriram as políticas de implementação que estão sendo estabelecidas no âmbito da Comunidade Europeia, as considerações legais e éticas da abertura dos dados, as tecnologias de visualização, o desafio da nova especialidade de “data curator” e os novos serviços criados pelas empresas especializadas na preservação dos dados abertos. Read More →

Intercâmbio de dados de pesquisa continua baixo e aumenta lentamente

O intercâmbio de dados de pesquisa acadêmica permite que outros cientistas possam replicar os experimentos e avançar solidamente na construção da ciência. Apesar das agências financiadoras mais importantes do mundo estabeleceram em suas políticas a disponibilidade aberta dos dados, apenas um terço da pesquisa médica, e muito menos em outras áreas, cumprem estas disposições. Há várias razões que freiam este avanço que vão desde os direitos de autor e interesses comerciais até a segurança nacional. Read More →

Repositórios da América Latina têm pouca visibilidade no Google Scholar

Um estudo recente sobre a visibilidade da produção Latino-Americana em repositórios em Open Access evidencia uma indexação muito pobre por parte de Google e do Google Scholar. São explicadas as razões técnicas destes problemas que afetam a visibilidade da pesquisa científica Latino-Americana que, por outra parte, em sua maioria tampouco está recompilada nas bases WoS e Scopus. Read More →

Ética editorial – boas e más práticas científicas

III BRISPE: Brazilian Meeting on Research Integrity, Science and Publicacion Ethics, com patrocínio da FAPESP, foi o terceiro evento no Brasil realizado com o objetivo de promover políticas e práticas institucionais de integridade científica e conduta responsável em pesquisa. Com a presença de vários convidados de prestígio vindos de países desenvolvidos foram analisadas estratégias de educação para novos cientistas e como diminuir as más práticas tais como falsificação de dados, plágio, conflito de interesses, manipulação de dados, etc. Read More →

Ética editorial – os plágios devem ser retratados? – não todos

Um artigo que tem partes de textos copiados (plágio), não significa que a pesquisa seja de má qualidade ou inválida. Apesar disso ser uma advertência de uma falta de ética, nem sempre merece rejeição ou retratação. Tal é a opinião recentemente publicada em artigo da Nature. Read More →

O que podem nos fornecer as “métricas alternativas” ou altmetrias

São analisados os resultados e comentários de quatro artigos publicados no periódico EPI dedicados especialmente à altmetria, mostrando as possibilidades de futuro e as dificuldades atuais para o desenvolvimento de uma nova técnica de medição do impacto da investigação, do ponto de vista das redes sociais. Read More →

Os créditos do autor… autor do quê?

Quando um artigo científico registra dezenas de pessoas como responsáveis pela publicação, quem é o autor, como são repartidos os créditos, todos tem o mesmo nível de responsabilidade? Um editorial recente da Nature apresenta uma taxonomia para categorizar os diferentes papéis do conceito de autor. É interessante a comparação do problema com o que é feito pela indústria cinematográfica na distribuição de créditos no prêmio Oscar. Read More →

O que é a Public Library of Science Collections? – Parte II

Este post apresenta a segunda parte da descrição dos conteúdos da PLoS Collections. Das sete coleções que a integram, foram selecionadas Text Mining e Altmetrics, onde se analisa brevemente seus conteúdos e importância para a cienciometria e as ciências da informação, e o crescimento destas disciplinas potencializadas pelo acesso aberto a textos completos. Read More →

O que é Public Library of Science Collections? – Parte I

A PLoS Collections contém documentos selecionados sobre sete áreas temáticas publicados em Acesso Aberto. São apresentados brevemente os conteúdos e importância que têm estas coleções, as quais ilustram o passado, presente e futuro do Acesso Aberto, e também sobre o crescimento das disciplinas de Text Mining e Altmetria, potencializadas pelo acesso livre a textos completos. Read More →

O que é o declínio dos periódicos de Elite?

De acordo com um estudo de Vincent Larivière da Universidade de Montréal, houve um crescimento exponencial de artigos publicados nos periódicos de elite. Entretanto para que um artigo se encontre no seleto grupo dos 5% com maior impacto, é necessário o dobro de citações que anos atrás, e que estes artigos se distribuam em uma base mais ampla de títulos, pois os autores são mais independentes ao selecionar onde publicar. Read More →

Ética Editorial – cronologia de um plágio

As pesquisas mais avançadas, e que são publicadas em periódicos de elite como Nature, não escapam do plágio ou de faltas graves. Devido a um caso recente sobre células mãe a Universidade Weseda do Japão ordenou a revisão de 280 teses apresentadas no Instituto RIKEN desde sua fundação em 2007. Read More →

Cienciometria de avaliadores – serão finalmente reconhecidos?

ORCID e CASRAI iniciam um projeto para estabelecer procedimentos estandardizados para reconhecer o trabalho dos avaliadores (peer-reviewers). Deste modo o importante trabalho de revisão por pares, quase sempre anônimo, poderá ser contado nos méritos pessoais e ser incorporado nos indicadores cienciométricos e altmétricos, mas isso dependerá de que se obtenha um nível suficiente de aplicação e aceitação. Read More →

Ética editorial – os intelectuais também tem que fazer referências bibliográficas

Devem os intelectuais de prestigio incluir em suas obras as referencias bibliográficas de suas fontes ou é por acaso a referência bibliográfica um tecnicismo arcaico? Esta discussão surgiu no início deste mês devido às acusações sobre Zigmunt Bauman de que seu último livro inclui em múltiplos lugares seções de texto copiadas de sites e Wikipedia, procedimento denominado “plágio em mosaico”. Read More →