Tag: Acesso Aberto

Os Critérios de indexação do SciELO alinham-se com a comunicação na ciência aberta

Os novos Critérios SciELO Brasil estão alinhados com as boas práticas da comunicação na ciência aberta. Passam a valer a partir de janeiro de 2018 e projetam uma nova etapa de aperfeiçoamento da comunicação científica do Brasil que deverá estender-se progressivamente para os demais países da Rede SciELO. O avanço para a ciência aberta tem como características o reposicionamento dos principais atores da comunicação científica: autores, periódicos e agências de fomento. Read More →

Sobre assinaturas e Taxas de Processamento de Artigos

Taxas de processamento de artigos (Article Processing Charges, APCs) – apesar de enfrentar críticas – têm certas vantagens em relação a assinaturas. Eles tornam possível o acesso aberto imediato, mas também permitem que outras desvantagens de assinaturas sejam evitadas, como orçamentos de páginas fixas. O que as APCs não conseguiram fazer é reduzir o fardo financeiro da comunicação científica na comunidade de pesquisa, como muitos defensores de acesso aberto haviam desejado e esperado. Uma solução pode ser encontrada – mesmo que apenas parcial – na provisão de preprints regularmente. Read More →

Livros em acesso aberto são mais baixados, citados e mencionados do que livros não em acesso aberto [Publicado originalmente no blog LSE Impact of Social Sciences em Novembro/2017]

Foi observado que artigos de periódicos em acesso aberto, até certo ponto, são mais baixados e citados do que artigos que não são AA. Mas seria o mesmo válido para livros? Carrie Calder relata pesquisas recentes sobre como o acesso aberto afeta o uso de livros acadêmicos, incluindo os achados de que os livros AA são, em média, baixados sete vezes mais, citados 50% mais e mencionados on-line dez vezes mais. Uma série de entrevistas revelam que os autores estão optando por rotas de acesso aberto para publicar seus livros não apenas em favor de divulgação mais ampla e acesso fácil, mas também por razões éticas. Read More →

Artigos antigos de periódicos também precisam ser abertos

Grande parte do esforço em promover o acesso aberto à artigos de periódicos acadêmicos visa o material atual, e os artigos mais antigos correm o risco de ser praticamente ignorados. Embora os artigos mais recentes geralmente representem o maior número de downloads e utilizações, os artigos mais antigos não são menos importantes para a ciência. O acesso aberto, incluindo possibilidades de reutilização, também deve ser aplicado a eles. Read More →

A vez dos periódicos de qualidade do Brasil

Políticas, programas e projetos de pesquisa deverão alavancar os periódicos do Brasil e permitirão ampliar o reconhecimento e a qualificação da ciência brasileira em suas dimensões científica e social, além do clássico ranqueamento bibliométrico dos periódicos que influenciam pesquisadores, instituições acadêmicas, periódicos e agências de pesquisa. Read More →

Aos 50 anos a BIREME está face a face com a nova biblioteconomia

​A perspectiva de acesso equitativo à informação científica em saúde que fundamentou há 20 anos a criação e desenvolvimento da Biblioteca Virtual em Saúde vem se tornando realidade. Entretanto, no aniversário de 50 anos da BIREME, o escopo e as funções da biblioteconomia e das ciências da informação se veem tão tensionadas como há duas décadas pelo avanço da ciência aberta e a consecução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Read More →

Texture – um editor de manuscritos científicos aberto [Publicado originalmente no periódico eLife em Julho/2017]

O projeto Substance lançou em 24 de julho de 2017 a versão Alpha 3 do editor Texture que lê e produz arquivos em XML de acordo com o padrão Journal Article Tag Suite (JATS), utilizado pelo SciELO para a estruturação dos textos científicos. Trata-se de um passo importante rumo a uma solução completa para editar artigos JATS e sua aplicação nos fluxos de trabalho de publicação. Read More →

SciELO 20 Anos – 26-28 Setembro 2018

A comemoração dos 20 anos do SciELO compreenderá uma série de eventos relacionados com a avaliação do desempenho do SciELO como modelo diferenciado de publicação em acesso aberto. Os eventos culminarão com uma conferência internacional que se projeta como um fórum marcante de discussão das inovações da comunicação científica alinhada com as práticas de ciência aberta. Read More →

Como encontrar artigos em acesso aberto – dicas do meu nerd favorito

A comunicação acadêmica disponível online, seja em periódicos ou em repositórios, soma milhões e esta cifra cresce a cada ano. De quais ferramentas eficientes, via navegadores, dispõem os pesquisadores, bibliotecários, estudantes e outros para localizar as versões em acesso aberto dos trabalhos que lhes interessam? Read More →

Abertura é a única qualidade de um artigo científico que pode ser objetivamente aferida

A qualidade de um artigo de pesquisa científica é uma preocupação muito difundida no meio acadêmico. O proxy mais utilizado se baseia em contagens de citações, não do próprio artigo, mas da média dos artigos que aparecem no mesmo periódico durante um determinado intervalo de tempo. Isso é conhecido como o Fator de Impacto do periódico, que pode ser objetivo dentro de sua própria definição, mas é totalmente desprovido de objetividade em relação à qualidade científica de artigos individuais. Somente algumas qualidades técnicas dos artigos podem ser avaliadas no momento de sua publicação e, significativamente, sua abertura, o grau em que os resultados da pesquisa que descrevem, podem ser imediatamente e universalmente compartilhados. Read More →

Estudo avalia fontes de financiamento para pagamento de taxas de processamento de artigos em acesso aberto

Existe correlação entre as taxas de processamento de artigos (article processing charge, APC) e o Fator de Impacto das publicações? Quais são as fontes de financiamento para o seu pagamento e como estas influenciam a escolha do periódico para publicação? Estas e outras perguntas foram investigadas por autores da Universidade Nanjing, China e os resultados explicam as particularidades do acesso aberto em diferentes países. Read More →

A Iniciativa de Budapeste em Acesso Aberto comemora seu 15° aniversário

A Iniciativa de Budapeste em Acesso Aberto (Budapest Open Access Initiative, BOAI) está completando o 15° aniversário de sua publicação em fevereiro de 2017. A medida que nos aproximamos deste marco, é importante parar para refletir sobre os valores, o impacto e a continuada relevância da BOAI. Estamos solicitando sua opinião. O feedback que você fornecer será usado para criar recomendações atualizadas para a comunidade de acesso aberto para ajudar a concentrar nossos esforços coletivos para manter o impulso em alcançar os objetivos da BOAI. Read More →

Taxas de publicação em Acesso Aberto: nova crise das publicações seriadas?

As implicações financeiras e éticas que emergem da publicação em acesso aberto por meio de taxas de publicação na Índia são analisadas em um estudo que propõe a criação de uma plataforma a nível nacional de periódicos em acesso aberto a exemplo do SciELO para reduzir custos, aumentar a eficiência e facilitar o compartilhamento de metadados entre repositórios. Read More →

O que é este tema dos preprints?

Os preprints permitem a comunicação científica de forma mais rápida, complementam a publicação tradicional nos periódicos acadêmicos e determinam as prioridades. Este procedimento poderá mudar o sistema de arbitragem e enfocar o papel desempenhado pelos periódicos acadêmicos. Read More →

Livros eletrônicos – mercado global e tendências – Parte III – Final: A publicação do livro impresso e digital no contexto mundial

O informe Global de livros eletrônicos mostra que o modelo tradicional baseado nas grandes casas editoriais foi insuficiente para incorporar as possibilidades dos avanços tecnológicos. Por um lado, os novos modelos de leitura através de smartphones e usando plataformas de assinatura, e por outro lado a publicação de ebooks por conta própria abre oportunidades tanto aos autores individuais como às organizações sem fins lucrativas na área educativa, para produzir e distribuir suas próprias obras a baixo custo e requerimentos mínimos de infraestrutura. Read More →