Monthly Archives: July 2018

You are browsing the site archives by month.

O que significa uma nova abordagem (para periódicos, conselhos de pesquisa)?

Preprints são um desenvolvimento em andamento na comunicação e publicação científica. Para os periódicos, isso tem consequências. Eles podem adotar um papel passivo, uma postura oposta, ou um papel encorajador e estimulante, e vê-lo como uma oportunidade, colocando seu periódico no centro do desenvolvimento dos preprints. Estas são questões a serem discutidas em detalhes na Conferência SciELO 20 Anos em setembro de 2018. Read More →

As razões porque o Crossref existe e persiste

No mundo atual, o trabalho de um autor precisa de um Digital Object Identifier (DOI, Identificador de Objeto Digital) para se tornar localizável, citável e vinculável. Esta sequência alfanumérica única identifica o conteúdo de um trabalho de pesquisa e permanece associada a ele, independentemente de alterações em sua localização na web. Descubra aqui as origens do DOI, como o Crossref foi fundado, e por que eles continuam a existir e persistir. Read More →

Geo for All – Princípios Abertos em GeoEducação e Ciência

A essência da missão Geo for All é a crença de que o conhecimento é um bem público e os Princípios Abertos na Educação proporcionarão grandes oportunidades para todos. Os principais ingredientes que tornam a Ciência Geoespacial Aberta possível estão legitimados nos Princípios Abertos, ou seja: software geoespacial de código aberto, dados abertos, padrões abertos, recursos educacionais abertos e acesso aberto à publicações de pesquisa. Read More →

eLife testa uma abordagem inovadora de avaliação por pares

O periódico eLife realiza um experimento inovador aceitando todos os artigos que enviar para avaliação por pares após triagem inicial. Para testar a viabilidade de uma forma ainda mais participativa de revisão por pares, os autores poderão controlar a decisão sobre publicar (ou não) seus artigos e de que forma irão responder aos comentários dos pareceristas. Ao romper com os paradigmas da relação autor-editor-parecerista, o eLife pretende promover um diálogo construtivo entre as partes e reduzir a carga do prestígio do periódico na avaliação da ciência. Read More →

Quanto tempo leva para fazer ciência? A emergência do tempo na comunicação científica

A comunicação científica tem sofrido grandes transformações nas últimas duas décadas, sobretudo em função da popularização de novas tecnologias de informação, que impõem um novo regime de tempo e de velocidade na editoração científica. Porém, estas mudanças não são apenas respostas aos avanços tecnológicos. Trata-se de questões mais complexas relacionadas à reconfiguração do trabalho acadêmico e mudanças sobre o paradigma da comunicação e as dificuldades e desafios enfrentados pelos editores e pesquisadores sobre a gestão do tempo. Read More →