A via para os preprints (Parte 1): Introdução ao Open Preprint Systems [Publicado originalmente no site do PKP em fevereiro/2020]

Nossa história começa em fevereiro de 2017 quando o SciELO anunciou1 sua busca por um Servidor de Preprint. Como muitos em 2016, o SciELO estava adotando a ideia de que preprints poderiam e serviriam como uma parte importante em sua estratégia de ciência aberta. No entanto, apesar de uma visão clara e do caminho para chegar lá, faltava ao SciELO uma peça importante: infraestrutura.

Em 2018, o PKP (Public Knowledge Project) anunciou uma parceria de trabalho com o SciELO2 para criar o software de código aberto necessário para hospedar Servidores de Preprint. Os requisitos eram claros e tinham sido habilmente definidos pelo SciELO: eles precisavam de um Servidor de Preprint que pudesse atender às necessidades descentralizadas, multilíngues e multidisciplinares de sua rede. Mas não apenas isso, eles precisavam que o Servidor de Preprint fosse totalmente interoperável com – você adivinhou – o Open Journal Systems (OJS). Armado com as especificações e financiamento inicial do SciELO, juntamente com um financiamento generoso de um doador da Universidade de Stanford, não demorou muito para nascer o Servidor de Preprint do SciELO, Open Preprint Systems (OPS). 

O OPS 3.2 na versão Beta está programado para ser lançado em 28 de fevereiro de 2020, juntamente com o OJS/OMP 3.23 e não poderíamos estar mais entusiasmados – pelo SciELO e pelas oportunidades que este software abre para a comunidade global de comunicação científica. O que há de tão especial no OPS? Para começar, há três razões porquê.

1. O OPS é sustentável

Originalmente, as conversas com o SciELO eram mais ou menos assim: “O OJS poderia funcionar com preprints?” Logo percebemos que não, o OJS não era a solução – precisávamos de algo diferente. Ou será que não? E se construíssemos um Servidor de Preprint modificando o OJS? Esta, ao final, foi a resposta.

OPS se une ao OMP (Open Monograph Press) e ao OJS como aplicativos criados usando a PKP Web Application Library como seu alicerce. É por isso que o chamamos de OPS 3.2, pois as traduções para dezenas de idiomas estão bem encaminhadas e porque sabemos – após 19 anos de OJS – que este novo software foi desenvolvido para atender aos mais altos padrões do setor. Aqueles que estão familiarizados com o nosso software também reconhecerão o suporte interno para uma ampla variedade de recursos do OJS e OMP. Ainda melhor, o OPS, uma vez totalmente lançado, será suportado pelo PKP Docs Hub e pela PKP School. O PKP Publishing Services também estará disponível para hospedagem.

2. O OPS é aberto

Assim como todos os softwares PKP, o OPS será lançado sob a licença de software GNU GPL v3. Como tal, o OPS não é apenas gratuito em termos de preço, mas também virá com a liberdade de executar, alterar e redistribuir o software como você achar melhor. O que realmente define a abordagem do PKP para o código aberto, no entanto, não é a licença. O OPS é realmente aberto porque foi projetado e construído para ser instalado e controlado localmente.

Qualquer pessoa com o conhecimento técnico de como instalar um aplicativo web poderá configurar seu próprio Servidor de Preprint sem a necessidade de se envolver com um serviço centralizado. O OPS também é muito, muito aberto, porque é liderado e apoiado pela comunidade. Este último significa que a comunidade é dona do projeto e, quando são feitas contribuições, sejam em espécie, voluntárias ou financeiras, elas beneficiam toda a comunidade.

3. O OPS é global

O resultado de um projeto aberto que pode ser configurado e executado em qualquer lugar do mundo é que os usuários do software PKP são distribuídos globalmente. Isso significa que o software PKP, incluindo OPS, precisa trabalhar com diferenças culturais, incluindo o idioma. É por isso que OPS, OJS e OMP são inerentemente multilíngues. Para começar, o OPS 3.2 Beta será uma versão trilíngue em inglês, português e espanhol (os dois últimos fornecidos pelo SciELO) com outros idiomas por vir. Mudanças recentes na maneira como o PKP gerencia as traduções da comunidade significa que o OPS pode ser facilmente traduzido e se beneficiará das traduções feitas em outros softwares PKP. Além de uma interface que pode ser executada em vários idiomas, o OPS é o único software de preprint que suporta totalmente o conteúdo multilíngue, permitindo o upload de documentos e metadados em qualquer número de idiomas.

O que virá a seguir? Uma versão beta do OPS, como mencionado, está programada para ser lançada em 28 de fevereiro de 2020. Após o lançamento, você encontrará uma versão demo do software, juntamente com uma lista de recursos e instruções básicas de instalação, no site do PKP. O feedback da comunidade será bem-vindo no Fórum da Comunidade PKP.

Você pode obter mais informação e ver o OPS em ação participando de uma demonstração on-line gratuita no dia 4 de março de 2020 às 9:00 PST (às 14:00 no horário de Brasília). Registre-se on-line para reservar seu lugar pelo link: <https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSchWeIwLkmolXZo69O5D5vcJZ5UptUfyyfAHii_J3ujcvE6VQ/viewform?usp=sf_link>.

Notas

1. PACKER, A.L., SANTOS, S. and MENEGHINI, R. SciELO Preprints a caminho [online]. SciELO em Perspectiva, 2017 [viewed 03 March 2020]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2017/02/22/scielo-preprints-a-caminho/

2. PUBLIC KNOWLEDGE PROJECT and SCIENTIFIC ELECTRONIC LIBRARY ONLINE. PKP e SciELO anunciam desenvolvimento de um sistema de código aberto de Servidor de Preprints [online]. SciELO em Perspectiva, 2018 [viewed 03 March 2020]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2018/09/21/pkp-e-scielo-anunciam-desenvolvimento-de-um-sistema-de-codigo-aberto-de-servidor-de-preprints/

3. OJS/OMP 3.2 <https://pkp.sfu.ca/tag/ojs-omp-3-2/>

Referências

Introducing Weblate, A New Path for OJS/OMP Translations [online]. PKP. 2020 [viewed 03 March 2020]. Available from: https://pkp.sfu.ca/2020/01/22/introducing-weblate-a-new-path-for-ojs-omp-translations/

PACKER, A.L., SANTOS, S. and MENEGHINI, R. SciELO Preprints a caminho [online]. SciELO em Perspectiva, 2017 [viewed 03 March 2020]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2017/02/22/scielo-preprints-a-caminho/

PUBLIC KNOWLEDGE PROJECT and SCIENTIFIC ELECTRONIC LIBRARY ONLINE. PKP e SciELO anunciam desenvolvimento de um sistema de código aberto de Servidor de Preprints [online]. SciELO em Perspectiva, 2018 [viewed 03 March 2020]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2018/09/21/pkp-e-scielo-anunciam-desenvolvimento-de-um-sistema-de-codigo-aberto-de-servidor-de-preprints/

SMECHER, A. PKP Moves to GPL v3 Software License [online]. PKP. 2020 [viewed 03 March 2020]. Available from: https://pkp.sfu.ca/2020/01/23/pkp-moves-to-gpl-v3-software-license/

Links externos

OJS/OMP 3.2 <https://pkp.sfu.ca/tag/ojs-omp-3-2/>

PKP Docs <https://docs.pkp.sfu.ca/>

PKP Forum <https://forum.pkp.sfu.ca/>

PKP Publishing Services <https://pkpservices.sfu.ca/>

PKP School <https://pkpschool.sfu.ca/>

PKP Web Application Library <https://github.com/pkp/pkp-lib>

Artigo original em inglês

https://pkp.sfu.ca/2020/02/24/the-road-to-preprints-part-1-introducing-open-preprint-systems/

Traduzido do original em inglês por Lilian Nassi-Calò.

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

PUBLIC KNOWLEDGE PROJECT A via para os preprints (Parte 1): Introdução ao Open Preprint Systems [Publicado originalmente no site do PKP em fevereiro/2020] [online]. SciELO em Perspectiva, 2020 [viewed ]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2020/03/03/a-rota-para-os-preprints-parte-1/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Post Navigation