Tag: Política De Apoio à Comunicação

Como se relacionam pesquisadores e jornalistas no Brasil?

Os cientistas admitem que tratar de temas complexos referente à sua pesquisa com jornalistas não é tarefa das mais fáceis. Porém há muito eles perceberam que comunicar seus resultados apenas em periódicos científicos não é suficiente. Para obter recursos de pesquisa, atrair oportunidades de colaboração, e progredir na carreira, é necessário – e aconselhável – se comunicar com o público através de jornalistas. Conheça os detalhes desta relação e o que é possível fazer para melhorá-la. Read More →

O Acesso Aberto como alternativa de sustentabilidade na comunicação científica

O preço abusivo de assinaturas de periódicos científicos, que desencadeou o movimento de acesso aberto na década de 2000, permanece até hoje. A enorme pressão financeira sobre bibliotecas acadêmicas, instituições de pesquisa e governos encontra alternativa em modelos de negócio de acesso aberto. Alternativas inovadoras de sistemas de publicação em acesso aberto foram criadas em vários países e um workshop organizado pela Comissão Europeia reuniu especialistas para debatê-las. Conheça algumas alternativas. Read More →

Movimento Open Data se consolida internacionalmente

O movimento Open Data – a disponibilização de dados de pesquisa científica para preservação, consulta, utilização e citação – vem ganhando adeptos em todos os setores da academia, publishers, periódicos, instituições de pesquisa, e agências de fomento. A iniciativa permitirá maior interoperabilidade, transparência, visibilidade e impacto da pesquisa, além de assegurar a preservação digital dos dados originais, que de outra forma tendem a se perder ou se tornar inacessíveis com o passar do tempo. Read More →

Registro de ensaios clínicos será unificado na União Europeia

A União Europeia aprovou em abril de 2014 a legislação que regulamenta o registro de ensaios clínicos, que permitirá a cooperação de laboratórios e instituições de pesquisa entre países. A medida contribuirá para que os ensaios sejam mais transparentes e confiáveis, e também possibilitará a pesquisa de medicamentos para enfermidades raras. A primeira plataforma para registro de ensaios clínicos foi criada pela OMS em 2004. Atualmente, o registro de ensaios clínicos é mandatório na maioria dos países. Read More →