Tag: Comunicação Científica

O uso de métricas em avaliações de pesquisa é matizado no Manifesto de Leiden

leiden_thumb

A avaliação da pesquisa vem, de forma crescente nas últimas décadas, sendo conduzida por meio de indicadores, os quais vêm progressivamente substituindo a avaliação feita pelos pares. Pesquisadores reunidos por ocasião da 19ª Conferência Internacional de Indicadores em Ciência e Tecnologia (STI 2014) realizada em setembro de 2014, em Leiden, Holanda, com o objetivo de nortear o uso de métricas em avaliação da ciência e coibir abusos no uso de indicadores, propuseram um conjunto de normas – o Manifesto de Leiden. Conheça suas diretrizes.

Read More →

A revisão por pares como objeto de estudo

peer review_thumb

O tema da comunicação científica na última década vem despertando o interesse de pesquisadores em todas as áreas do conhecimento. Um dos temas mais estudados é a avaliação da revisão por pares, incluindo seus aspectos qualitativos e quantitativos, sua capacidade de detectar e coibir práticas antiéticas, apreciação das modalidades de avaliação e como a tecnologia pode facilitar e aperfeiçoar o processo, bem como enfrentar os desafios impostos pela era da publicação digital.

Read More →

Avaliação por pares: ruim com ela, pior sem ela

avaliação_thumb

A avaliação por pares é tida como um dos pilares – senão o mais importante – da comunicação científica. Apesar das dificuldades em passar pelo processo de revisão, os autores são da opinião de que o processo melhora a qualidade do manuscrito e desejam publicar em periódicos arbitrados e que possuam um sólido mecanismo de avaliação. Casos recentes de manipulação do processo por meio de pareceres forjados preocupam a comunidade científica internacional, porém não destituem o mecanismo de sua credibilidade e confiança. A crise da revisão por pares pode ser uma oportunidade para fortalecer e aperfeiçoar o processo.

Read More →

A Elsevier que você conhece não é a única Elsevier

Elsevier_thumb

O atual publisher científico Elsevier pode ter o mesmo nome que a reputada casa editorial que publicou o trabalho de grandes cientistas dos Séculos XXVI e XXVII, mas não há, de fato, nenhuma ligação histórica entre eles, exceto o nome.

Read More →

Gestão online de manuscritos é um critério de indexação obrigatório do SciELO

gestão online_thumb

A partir de 2015 todos os periódicos indexados no SciELO Brasil deverão realizar a avaliação de manuscritos com o apoio de um sistema ou serviço que registre o fluxo das transações e produza relatórios e estatísticas de acompanhamento. O objetivo é fortalecer a qualidade e credibilidade dos periódicos.

Read More →

Avaliação por pares: modalidades, prós e contras

double-blind_thumbnail

O sistema duplo-cego de revisão por pares é apontado pela maioria dos pesquisadores como um mecanismo efetivo e eficiente, pois elimina julgamento subjetivo e vieses de autoria e afiliação, permitindo concentrar-se na qualidade do manuscrito. O periódico Nature reporta que os autores podem, a partir de agora escolher esta modalidade de revisão para seus manuscritos. São discutidas aqui as modalidades mais frequentes de revisão por pares, suas características, vantagens e desvantagens, inclusive com relação aos periódicos da coleção SciELO Brasil. Read More →

Estudo analisa o uso de redes sociais na avaliação do impacto científico

redes sociais_thumbnail

O uso de redes sociais em comunicação científica vem aumentando em larga escala e plataformas específicas têm sido criadas para interação e compartilhamento de informação entre pesquisadores. Estudo de pesquisadores da Universidade St. Gallen, na Suíça, avaliaram se e como o impacto científico pode ser medido por meio da análise de dados de mídias sociais, e como esta abordagem se relaciona com as métricas tradicionais. Read More →

Inequidade de gêneros na ciência varia entre disciplinas

mulheres_thumbnail

Certas disciplinas científicas têm menor percentagem de mulheres do que outras. Estudo publicado na Science apresenta a hipótese de que mulheres estão presentes em menor proporção em áreas em que se acredita que requeiram brilhantismo e talento inatos, e não trabalho árduo e dedicação. Pesquisa realizada com 1.820 pesquisadores em instituições de ensino superior nos Estados Unidos mostrou correlação inversa entre as áreas que valorizam o talento inato e o número de mulheres representadas nestas áreas. Read More →

350 anos de publicação científica: desde o “Journal des Sçavans” e “Philosophical Transactions” até o SciELO

journal_des_scavans_thumbnail

Faz 350 anos que foram publicados os primeiros números dos primeiros periódicos de caráter científico – Journal des Sçavans e Philosophical Transactions. Com o apoio da nova tecnologia de impressão foram substituídas as cartas escritas a mão na comunicação entre os pesquisadores e sábios. Há muito para celebrar nestes 350 anos em que os periódicos científicos contribuíram para o registro e memória do avanço da ciência. A publicação online na Web representa a transformação mais importante dos periódicos científicos desde aquele ano de 1665. Read More →

Ética editorial – a geografia do plágio

geografia_thumb

Um estudo recente publicado no PNAS sobre 757.000 documentos de arXiv.org sobre a reutilização de textos (text overlap) mostra que esta prática é mais comum em alguns países que em outros, porém os resultados parecem demostrar que os autores que mais copiam textos alheios também são menos citados. Read More →