Tag: Comunicação Científica

Teses e dissertações: prós e contras dos formatos tradicional e alternativo

Com o intuito de agilizar a redação e avaliação da tese, instituições e programas de pós-graduação de vários países, inclusive do Brasil, estão optando por permitir que os candidatos que têm artigos publicados decorrentes da pesquisa do mestrado ou doutorado, substituam a redação dos capítulos da tese por estes artigos, encabeçados por uma introdução, conclusão e revisão da literatura científica. Seria este formato ideal e aplicável a todos? Read More →

Como se relacionam pesquisadores e jornalistas no Brasil?

Os cientistas admitem que tratar de temas complexos referente à sua pesquisa com jornalistas não é tarefa das mais fáceis. Porém há muito eles perceberam que comunicar seus resultados apenas em periódicos científicos não é suficiente. Para obter recursos de pesquisa, atrair oportunidades de colaboração, e progredir na carreira, é necessário – e aconselhável – se comunicar com o público através de jornalistas. Conheça os detalhes desta relação e o que é possível fazer para melhorá-la. Read More →

Instruções aos autores de periódicos em saúde: o que comunicam?

As instruções aos autores (IaA) supostamente contém toda informação necessária e suficiente para orientar a submissão correta de um artigo a um periódico. A realidade, entretanto, mostra uma enorme diversidade de conteúdos que nem sempre cumprem seu papel. Analisamos aqui as instruções de periódicos em ciências da saúde do SciELO Brasil, bem como relatos da literatura sobre o tema. Read More →

Eventos da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC) mostram evolução da profissionalização de periódicos científicos do Brasil

Eventos para profissionais de editoração científica promovidos pela ABEC em junho de 2016 indicam que diversos periódicos nacionais estão evoluindo e profissionalizando-se. As discussões nos eventos permitem a troca de experiências e o networking entre profissionais da área. Read More →

Como o Acesso Aberto pode impulsionar a carreira de pesquisadores

A completa adoção do acesso aberto ainda não foi atingida principalmente porque pesquisadores ainda não estão totalmente convencidos de que esta modalidade de publicação irá fazer por suas carreiras o mesmo que os periódicos de acesso pago. Um detalhado artigo de revisão publicado no eLife mostra que a pesquisa aberta traz inúmeros benefícios aos pesquisadores e está associada a um aumento de citações, atenção da mídia, potencial colaboração e oportunidades de financiamento e emprego. Read More →

Encontro Anual de 2016 do Council of Science Editors (CSE) destaca má conduta científica e disponibilização de dados da pesquisa

Encontro do Council of Science Editors (CSE) discute scientific misconduct e data sharing. Evento contou com a participação de editores e analistas de diversos periódicos internacionais. Especialistas debateram tendências em difusão de conhecimento por meio da disponibilização de dados e o papel da equipe editorial na prevenção e na gestão de práticas científicas inadequadas. Read More →

Zika Fast Track

zika_mioc_thumb

Como os periódicos científicos podem ajudar na resposta a emergências de saúde pública? O periódico Memórias do Instituto Oswaldo Cruz inovou, criando um fast track para manuscritos submetidos sobre o tema do Zika Vírus. O procedimento fast track permite publicar online manuscritos dentro de 24 horas após o envio, tornando os dados neles contidos disponíveis ao escrutínio do leitor e compartilhamento, enquanto passam pelo processo de avaliação por pares. O periódico já está colhendo benefícios desta abordagem. Read More →

O melhor de dois mundos

Qualidade é um conceito mal definido em relação à literatura acadêmica. Alguns aspectos de qualidade podem ser razoavelmente e objetivamente avaliados, e imediatamente, tal como a qualidade da apresentação. Mas alguns não podem ser imediatamente determinados, e precisam de tempo e “digestão” pela comunidade acadêmica, tais como a qualidade científica de um artigo. E depois, existe a qualidade do serviço que um periódico presta aos autores, de particular importância para a publicação em acesso aberto, que é financiado por taxas de processamento de artigo (Article Processing Charges). Igualmente relevante é a questão se um forte foco na qualidade e excelência é realmente benéfico ou não para a ciência. Eu forneço um link para um artigo muito interessante sobre este tema. Read More →

Acesso aberto revisado: critérios mais rígidos preservam a credibilidade

O mais completo índice de periódicos de acesso aberto, Directory of Open Access Journals (DOAJ), anuncia a revisão de seus critérios de inclusão, tendo em vista as alegações da presença de periódicos predatórios. Esta reestruturação fará com que mais de 3 mil periódicos sejam retirados da base. O DOAJ, além de atuar em prol do acesso aberto, criou em colaboração com o COPE, OASPA e WAME um código de princípios e boas práticas em publicação científica. Read More →

A busca por literatura científica: como os leitores descobrem conteúdos

Quais seriam as fontes mais utilizadas por pesquisadores e outros profissionais para buscar e acessar a literatura científica? Um estudo pormenorizado conduzido por especialistas em publicação e gestão de periódicos científicos, publicado em março de 2016, teve como objetivo responder à pergunta. Por meio de uma pesquisa com mais de 40 mil leitores em todo o mundo, foi possível aos autores traçar um vasto panorama dos hábitos de leitura dos usuários, comparando-os com resultados dos últimos dez anos. Read More →