Author: Jan Velterop

Abertura e a qualidade do artigo publicado

A abertura é um elemento científica e socialmente relevante da qualidade de um artigo publicado. Já é tempo de a abertura ser reconhecida como uma característica muito importante de um artigo de pesquisa e de aqueles que julgam os pesquisadores a partir de suas publicações (por exemplo, comissões de estabilidade e promoção na carreira) levarem isso em conta. Para o benefício da ciência e para o benefício da sociedade como um todo. Read More →

Ciência (que deve ser comunicada) em primeiro lugar, carreiras (que demandam seletividade) depois

Comunicação científica e progressão na carreira através de publicações em periódicos estão muito estreitamente interligadas, em detrimento da ciência. A seletividade dos periódicos diminui, dificulta, e distorce o processo de comunicação. Portanto, os processos de comunicação científica e avaliação de progressão na carreira devem ser separados. Tal como um efeito colateral bem-vindo, a publicação, particularmente a publicação em acesso aberto, pode ser muito mais barata do que é atualmente (e o dinheiro economizado pode ser usado na pesquisa). Read More →

O que está atrasando a transição ao acesso aberto se não custa mais?

A transição para o acesso aberto financiado pela Taxa de Processamento de Artigo (Article Processing Charge, APC) a partir de um sistema de assinatura está longe de ser simples, mesmo que o custo do sistema de acesso aberto seja o mesmo, ou até menor. Há sinais de esperança, entretanto, através de uma estratégia que pode ajudar a superar os obstáculos por meio de uma abordagem em larga escala, até mesmo a nível nacional, oposta a habitual, onde cada instituição tem que pesar os custos e benefícios. Read More →

A área cercada da ‘boa’ vizinhança da publicação de Jeffrey Beall

Jeffrey Beall, bibliotecário da Universidade de Colorado, descreve o SciELO como a ‘favela das publicações’ e as editoras comerciais como a ‘boa vizinhança das publicações acadêmicas’. A única maneira de entendermos isso é considerando suas atitudes anti-acesso aberto, anti-subvenções e anti-não-ocidentais, que são tão claramente visíveis em seus textos. É uma pena que um bibliotecário de uma universidade – exceto por este motivo – respeitável pense assim. Ele está errado, e isso tem de ser exposto. Read More →

Publicação Científica: A transição para o Acesso Aberto passa pela Holanda

As negociações entre as universidades holandesas (VSNU – Associação de Universidades Holandesas) e três grandes editoras (Springer, Wiley e SAGE) se encontram concluídas e foram feitos passos significativos para incluir o acesso aberto nas negociações com os editores. Com a Elsevier, no entanto, as negociações estão em um impasse, de acordo com o VSNU. Eles pediram um boicote, mas a verdadeira questão é, sem dúvida, porque a Elsevier, a maior editora acadêmica, além de ser holandesa (!), não pode fazer – ou não fará – o que outras grandes editoras podem – e farão. Não tenho resposta para isso, mas na tentativa de esboçar a situação com algum detalhe, espero poder acrescentar alguma clareza. O resultado das negociações certamente irá influenciar outros países. Read More →

Lidando com a sobrecarga de informação

A sobrecarga de informação é um dos principais obstáculos que pesquisadores enfrentam para capturar e internalizar o conhecimento que está sendo descoberto e criado pela ciência. O desafio é como desenvolver maneiras de criar sínteses do conhecimento publicado relacionado a áreas específicas de interesse. Apresenta-se a iniciativa Lazarus. Read More →

A Elsevier que você conhece não é a única Elsevier

O atual publisher científico Elsevier pode ter o mesmo nome que a reputada casa editorial que publicou o trabalho de grandes cientistas dos Séculos XXVI e XXVII, mas não há, de fato, nenhuma ligação histórica entre eles, exceto o nome. Read More →