“10 anos de impacto de pesquisa: os artigos mais citados no Scopus entre 2001-2011” – Síntese do artigo publicado originalmente na newsletter Elsevier “Research Trends Issue 38″

Scopus comemora em 2014 dez anos de seu lançamento. A maior base de dados de citações e resumos revisados por pares reúne 53 milhões de registros, quase 22 mil títulos de 5 mil editoras. Identificamos neste estudo dez dos artigos mais citados indexados na base Scopus em várias áreas do conhecimento entre 2001 e 2011. Além disso, contatamos os autores destes artigos no intuito de verificar se imaginavam que seus artigos seriam altamente citados da forma como foram.

A metodologia empregada no estudo consistiu em consultar na base Scopus artigos publicados entre 2001 e 2011. Sendo Scopus dotada de ferramentas para recuperar, analisar e visualizar artigos de pesquisa. A busca, que inicialmente resultou em 13 milhões de registros, foi refinada excluindo artigos de revisão, editoriais e capítulos de livros. Os resultados foram limitados à uma das 26 categorial temáticas¹. Dos artigos recuperados em cada categoria foram selecionados aqueles mais citados.  Serão apresentados aqui detalhes dos artigos mais citados em cada uma das seguintes áreas temáticas:

  1. Agricultura e Ciências Biológicas
  2. Artes e Humanidades
  3. Ciências da Computação
  4. Engenharia Química
  5. Energia
  6. Engenharia
  7. Ciências Ambientais
  8. Medicina

Agricultura e Ciências Biológicas

TAMURA, K., et al. MEGA4: Molecular Evolutionary Genetics Analysis (MEGA) software version 4.0. Molecular Biology and Evolution. 2007, vol. 24, nº 8, pp. 1596-1599. Available from: http://mbe.oxfordjournals.org/content/24/8/1596.short.

Citado 17.359 vezes (até Junho/2014).

MEGA (Análise Genética Molecular Evolutiva) é um software livre usado para realizar análise estatística de evolução molecular e para construção de árvores filogenéticas. É usado por biólogos em inúmeros laboratórios para reconstruir a história evolutiva de espécies e inferir a extensão natureza das forças seletivas que moldam a evolução de genes e espécies. A primeira versão do software, criado por S. Kumar e K. Tamura no laboratório do Dr. Masatoshi Nei, foi lançada em 1993. Os autores do programa atribuem o alto número de citações à crescente importância das análises de sequências de DNA e proteínas – e, portanto, do software MEGA –  em estudos de genômica atualmente. Em 2013 foi lançado o MEGA versão 6.0.

Artes e Humanidades

MCCALL, L. The complexity of intersectionality. Signs. 2005, vol. 30, nº 3, pp. 1771-1800. Available from: http://www.scopus.com/record/display.url?eid=2-s2.0-23944514914&origin=inward&txGid=889446F2F4A19659A8B29F233AE5389C. ZmAySxCHIBxxTXbnsoe5w%3a14.

Citado 640 vezes (até Junho/2014).

O artigo discute a complexidade no estudo da intersetorialidade e oferece diferentes métodos para fazê-lo. Intersetorialidade é o estudo das intersecções entre as formas ou sistemas de opressão, dominação ou discriminação. A autora, Leslie McCall, da Universidade de Northwestern, é especialista no estudo de inequidades sociais, sociologia econômica e política e teoria social. Segundo a autora, a elevada citação se deve ao interesse interdisciplinar do tema da intersetorialidade através de um grande leque de temas.

Energia

ALLISON, J., et al. Geant4 developments and applications. IEEE Transactions on Nuclear Science. 2006,vol. 53, nº 1, pp. 270-278. Available from: http://ieeexplore.ieee.org/xpl/abstractAuthors.jsp?tp=&arnumber=1610988&url=http%3A%2F%2Fieeexplore.ieee.org%2Fxpls%2 Fabs_all.jsp%3Farnumber%3D1610988.

Citado 1.450 vezes (até Junho/ 2014).

Este trabalho, assinado por 44 autores de diferentes países, incluindo Estados Unidos, Reino Unido, Japão, Suíça, Itália, Espanha e Rússia, e outros, descreve o desenvolvimento do software Geant4 utilizado para a simulação da passagem de partículas através da matéria. Seu uso tem aplicação em física de alta energia, astrofísica e ciências espaciais, física médica e proteção de radiação. Segundo seu autor, Prof. Asai, o software Geant4 encontra aplicabilidade em áreas que estão em franca expansão.

Engenharia Química

KREUER, K.D. On the development of proton conducting polymer membranes for hydrogen and methanol fuel cells. Journal of Membrane Science. 2001, vol. 185, nº 1, pp. 29-39. Available from: http://www.scopus.com/record/display.url?eid=2-s2.0-0035871245&origin=inward&txGid=889446F2F4A19659A8B29F233 AE5389C.ZmAySxCHIBxxTXbnsoe5w%3a18.

Citado 1.689 vezes (até Junho/ 2014).

O artigo descreve a relação estrutura/propriedades de membranas poliméricas condutoras de próton feitas de Nafion e outros ionômeros hidrocarbonetos, bem como a metodologia de sua fabricação. Devido à ampla gama de aplicações e necessidade de melhores membranas, o artigo foi amplamente citado por periódicos nas áreas de química, ciência dos materiais e energia. O autor declarou estar a par do alto impacto que seu artigo gerou na comunidade, por se tratar de materiais altamente relevantes para células combustíveis e outras aplicações eletroquímicas.

Ciências da Computação

LOWE, D.G. Distinctive image features from scale-invariant keypoints. International Journal of Computer Vision. 2004, vol. 60, nº 2, pp. 91-110. Available from: http://www.scopus.com/record/display.url?eid=2-s2.0-3042535216&origin=inward&txGid=889446F2F4A19659A8B29F233 AE5389C.ZmAySxCHIBxxTXbnsoe5w%3a21.

Citado 15.797 vezes (até Junho/ 2014).

O artigo apresenta um algoritmo de reconhecimento de objeto, baseado em um método para extração de características invariantes distintas a partir de imagens, criado em 1999 por David Lowe. As aplicações do algoritmo incluem equalização de imagens, mapeamento e navegação robótica, modelagem 3D, reconhecimento de gestual, identificação individual de animais selvagens, geração de imagens de órgãos e interpretação de imagens visuais por seres humanos. O algoritmo está patenteado nos EUA, em nome da Universidade de British Columbia.  Seu autor atribui a elevada citação ao ineditismo do algoritmo para pesquisas em computação visual, além de seu amplo uso na prática.

Engenharia

GEIM, A.K., and NOVOSELOV, K.S. The rise of graphene. Nature Materials. 2007, vol. 6, nº 3, pp. 183-191. Available from: http://www.scopus.com/record/display.url?eid=2-s2.0-33847690144&origin=inward&txGid=889446F2F4A19659A8B29F233 AE5389C.ZmAySxCHIBxxTXbnsoe5w%3a24.

Citado 11.102 vezes (até Junho/ 2014).

O artigo discute a natureza e usos do grafeno e o surgimento de um novo paradigma da física da matéria condensada “relativística”. Grafeno é carbono puro na forma de um filme muito delgado, quase transparente, da espessura de um único átomo. Trata-se de material extremamente resistente considerando seu baixíssimo peso (é 100 vezes mais resistente que o aço) e é um excelente condutor de calor e eletricidade. Foi por primeira vez produzido em laboratório em 2004. No comentário de seu autor, Prof. Geim, o artigo deve ser analisado em conjunto com sua publicação prévia na Science (2004). Ambos constituem as bases da pesquisa em grafeno, um tema que ganhou um prêmio Nobel.

Ciências Ambientais

KOLPIN, D.W., et al. Pharmaceuticals, hormones, and other organic wastewater contaminants in U.S. streams, 1999-2000: A national reconnaissance. Environmental Science and Technology. 2002, vol. 36, nº 6, pp. 1202-121. Available from: http://www.scopus.com/record/display.url?eid=2-s2.0-0037085574&origin=inward&txGid=889446F2F4A19659A8B29F233A E5389C.ZmAySxCHIBxxTXbnsoe5w%3a27.

Citado 3.279 vezes (até Junho/ 2014).

O artigo relata um estudo conduzido entre 1999 e 2000 sobre a presença de 95 contaminantes orgânicos em efluentes aquosos em 139 córregos em 30 estados americanos. Trata-se do primeiro estudo em escala nacional que mostrou a prevalência de produtos farmacêuticos e outros compostos orgânicos em águas norte-americanas e a importância de se obter dados de metabólitos para compreender o destino e transporte de contaminantes no sistema hídrico, como seu efeito em humanos e no meio ambiente. Segundo o autor Ms. Kolpin, o artigo foi pioneiro em levantar a questão dos poluentes orgânicos e seus efeitos no meio ambiente e provocou um crescente interesse por este tópico nos anos subsequentes.

Medicina

ROSSOUW, J.E., et al.  Risks and benefits of estrogen plus progestin in healthy postmenopausal women: Principal results from the women’s health initiative randomized controlled trial. Journal of the American Medical Association. 2002, vol. 288, nº 3, pp. 321-333. Available from: http://www.scopus.com/record/display.url?eid=2-s2.0-0037125379&origin=inward&txGid=889446F2F4A19659A8B29F233A E5389C.ZmAySxCHIBxxTXbnsoe5w%3a30.

Citado 9.723 vezes (até Junho/ 2014).

O trabalho avalia os principais benefícios e riscos da reposição hormonal com estrogênio e progesterona em mulheres pós-menopausa nos Estados Unidos e chega à conclusão que os riscos ultrapassam os benefícios. Segundo comentários do Prof. Rossouw, a ideia da terapia hormonal como prevenção para enfermidades cardiovasculares, cujos benefícios seriam superiores aos vícios foi desmentida por este estudo. Ademais, após sua publicação, as prescrições de hormônio terapia caíram 75% nos primeiros 18 meses e continuam a diminuir, assim como as taxas de câncer de mama.

Nota

¹ Lista completa na Tabela 1 no post original – http://www.researchtrends.com/issue-38-september-2014/10-years-of-research-impact/

Referência

HALEVI, G., and MOED, H.F. 10 years of research impact: top cited papers in Scopus 2001-2011. Research Trends. 2014, vol. 38. Available from: http://www.researchtrends.com/issue-38-september-2014/10-years-of-research-impact/.

Artigo original completo em inglês

http://www.researchtrends.com/issue-38-september-2014/10-years-of-research-impact/

 

Traduzido do original em inglês por Lilian Nassi-Calò.

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

HALEVI, G and MOED, H. F. “10 anos de impacto de pesquisa: os artigos mais citados no Scopus entre 2001-2011” – Síntese do artigo publicado originalmente na newsletter Elsevier “Research Trends Issue 38″ [online]. SciELO em Perspectiva, 2014 [viewed ]. Available from: http://blog.scielo.org/blog/2014/10/22/10-anos-de-impacto-de-pesquisa-os-artigos-mais-citados-no-scopus-entre-2001-2011-sintese-do-artigo-publicado-originalmente-na-newsletter-elsevier-research-trends/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation