Tag: Avaliação Da Ciência

Sobre os riscos do SciHub e dos periódicos híbridos

Mudanças e desenvolvimentos na forma como as coisas são feitas às vezes são vistas como ameaças, como riscos. Esta é talvez uma reação natural, instintiva, porém, às vezes, o risco não está no próprio desenvolvimento, mas naquilo que o desenvolvimento em questão impede. Há dois desenvolvimentos em publicação e comunicação científica vistos por muitos como perigosos. Ambos são tidos como ameaçadores por lados opostos da cerca, por assim dizer. Read More →

Princípios reitores FAIR publicados em periódico do Nature Publishing Group

Os princípios FAIR fornecem em um alto nível de abstração um conjunto preciso e mensurável de qualidades para a publicação e reuso de dados de pesquisa científica – encontráveis, acessíveis, interoperáveis e reutilizáveis (do inglês FAIR – Findable, Accessible, Interoperable, and Reusable). Estes princípios abordam a demanda crescente de gestão rigorosa de dados aplicáveis, tanto aos usuários humanos quanto aos computacionais, que em breve se tornará uma atividade central nos projetos de pesquisa contemporâneos em ambientes de Ciência Aberta (Open Science). Read More →

Excesso de transparência pode prejudicar a ciência?

A comunidade científica promoveu e incentivou a transparência em pesquisa para coibir a falta de reprodutibilidade e a má conduta científica. No entanto, esta abertura também abre margem para ataques e assédio contra pesquisadores, muitas vezes motivadas por simples discordância dos resultados e até mesmo ameaças de violência física e psicológica. Saiba como reconhecer e se proteger de agressões desta natureza. Read More →

Associando Pre-Prints e Revisão por Pares Pós-Publicação para Publicação Científica Rápida, Barata e Efetiva [Publicado originalmente no blog “it is not junk” de Michael Eisen]

Leslie Vosshall e Michael Eisen escreveram o documento a seguir como prelúdio à próximo reunião ASAP Bio em fevereiro, destinado a promover o uso de pre-prints em biomedicina. Nós incentivamos e agradecemos comentários, perguntas ou preocupações sobre o artigo ou sobre o que estamos propondo. Read More →

Seriam os periódicos ‘predatórios’ totalmente negativos, ou também um sinal de algo positivo?

Algo que geralmente, e justificadamente, é considerado negativo, pode, entretanto, também ser o prenúncio de um desenvolvimento positivo. O caso em questão é a existência dos chamados periódicos predatórios, os quais – inevitavelmente – emergiram em um ambiente no qual um verdadeiro mercado para serviços de publicação científica está lentamente tomando forma. Read More →

Abertura e a qualidade do artigo publicado

A abertura é um elemento científica e socialmente relevante da qualidade de um artigo publicado. Já é tempo de a abertura ser reconhecida como uma característica muito importante de um artigo de pesquisa e de aqueles que julgam os pesquisadores a partir de suas publicações (por exemplo, comissões de estabilidade e promoção na carreira) levarem isso em conta. Para o benefício da ciência e para o benefício da sociedade como um todo. Read More →

Comentando a literatura acadêmica online

A Internet modificou irreversivelmente a literatura científica, como é publicada, avaliada, disseminada, lida, compartilhada e citada. O processo de avaliação por pares vem evoluindo em decorrência de inovações facilitadas pela web. Entre elas, a revisão pós-publicação e os comentários abertos nos textos online constituem uma forte tendência. Hypothes.is é uma iniciativa open source que permite compartilhar de forma aberta – ou restrita – comentários de pesquisadores sobre publicações científicas, contribuindo para seu aperfeiçoamento. Read More →

Como avaliar propostas de auxílio à pesquisa?

A avaliação por pares de propostas de auxílio à pesquisa (grants) tem como finalidade julgar o mérito de projetos e pesquisadores e permitir que os melhores sejam contemplados. O diretor de uma instituição no Reino Unido compartilhou no Twitter sua dificuldade em avaliar as inúmeras propostas recebidas e deu origem a um fórum de discussão do qual emergiram ideias e sugestões. Read More →

Indicadores bibliométricos da produção científica europeia

A Europa reúne muitos países líderes em pesquisa científica e tecnológica e conta com programas de incentivo à cooperação entre instituições, países e regiões para fomentar a competitividade, impacto e relevância de sua investigação. Um completo estudo com base em índices bibliométricos analisa a produção científica da região e avalia sua contribuição na criação da European Research Area. Read More →

Ciência (que deve ser comunicada) em primeiro lugar, carreiras (que demandam seletividade) depois

Comunicação científica e progressão na carreira através de publicações em periódicos estão muito estreitamente interligadas, em detrimento da ciência. A seletividade dos periódicos diminui, dificulta, e distorce o processo de comunicação. Portanto, os processos de comunicação científica e avaliação de progressão na carreira devem ser separados. Tal como um efeito colateral bem-vindo, a publicação, particularmente a publicação em acesso aberto, pode ser muito mais barata do que é atualmente (e o dinheiro economizado pode ser usado na pesquisa). Read More →

A ciência da sustentabilidade no panorama global

Diante do desafio dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pelas Nações Unidas para 2030, a pesquisa científica assume um papel fundamental para embasar decisões e políticas públicas que permitam alcança-los. Um estudo realizado pela Elsevier e SciDev.Net sobre a ciência da sustentabilidade aborda três aspectos principais, a produção e impacto, a colaboração em pesquisa nesta área e sua interdisciplinaridade. Read More →

The BMJ exige compartilhamento de dados para publicar ensaios clínicos

O aumento da publicação de resultados de ensaios clínicos vem sendo promovido por iniciativas regionais e globais com o propósito de aumentar a transparência, reprodutibilidade e confiabilidade dos ensaios. O periódico The BMJ vai ao encontro deste movimento, tornando-se o primeiro a exigir disponibilização dos dados individuais dos pacientes, de forma anônima e sob requisição, como pré-requisito para publicação. Read More →

Contribuição do SciELO para a Globalização da Ciência [Publicado originalmente no blog “Perspectives”, da Digital Science]

O SciELO foi criado no Brasil há cerca de duas décadas, quando os índices internacionais limitavam sua cobertura aos denominados periódicos mainstream, ignorando um universo de periódicos editados por publishers regionais, principalmente de países de língua não-inglesa. Tendo por objetivo aumentar a qualidade e visibilidade da pesquisa de classe internacional publicada nestes periódicos nacionais, revisados por pares, o SciELO rapidamente emergiu como um indexador e modelo de publicação por uma rede de 15 países, que inclui mais de mil periódicos e meio milhão de artigos, atendendo a mais de um milhão de downloads por dia. O SciELO contribui para a globalização da ciência e o enriquecimento cultural do fluxo internacional de informação científica. Este post, de autoria dos diretores do SciELO, foi originalmente publicado no blog do Digital Science, “Perspectives”. Read More →

Resultados de ensaios clínicos não publicados distorcem a pesquisa médica

A iniciativa ClinicalTrials.gov foi criada com o propósito de estabelecer uma plataforma para registro de informação sobre ensaios clínicos conduzidos pela iniciativa pública (institutos de pesquisa e agências governamentais) e privada (companhias farmacêuticas). Recente estudo publicado no New England Journal of Medicine, entretanto, mostra um cenário preocupante. A despeito da obrigatoriedade de registrar os ensaios clínicos em uma base de acesso público, uma fração reduzida dos mesmos é publicada em periódicos científicos, comprometendo a transparência e aplicabilidade das descobertas. Read More →

Jeffrey Beall e as listas negras

Jeffrey Bell, o autor da lista de editoras e periódicos predatórios, manifesta amplamente sua opinião desfavorável ao movimento de acesso aberto em geral e a publicação acadêmica em países em desenvolvimento. Seu mais recente ataque foi dirigido ao SciELO, que denominou em seu blog “a favela das publicações” em mais uma triste tentativa de desmerecer tanto o acesso aberto como o a publicação científica do mundo em desenvolvimento. Suas opiniões são pessoais, infundadas e preconceituosas, e não merece crédito algum. Read More →