Tag: Avaliação Da Ciência

In memoriam: Eugene Garfield – 1925-2017

O pai da Cienciometria faleceu aos 91 anos em 27 de fevereiro de 2017, deixando uma produção de mais de 1.000 trabalhos e comunicações ao longo de 60 anos de pesquisa. Read More →

Avaliação sobre a reprodutibilidade de resultados de pesquisa traz mais perguntas que respostas

A iniciativa Reproducibility Project: Cancer Biology que tem por objetivo verificar a reprodutibilidade em pesquisa pré-clinica na área de oncologia foi lançada em 2013 como resultado da colaboração do Center for Open Science e a Science Exchange. Os primeiros resultados dos estudos de replicação acabam de ser publicados, porém sua interpretação requer uma abordagem cuidadosa. Read More →

Preprints – o caminho a seguir para o compartilhamento rápido e aberto do conhecimento

Preprints – versões de artigos científicos que ainda não foram formalmente revisados pelos pares antes da publicação – estão ganhando aceitação no mundo acadêmico. Eles oferecem acesso aberto, bem como publicação rápida, e seu sucesso por décadas na física tem estimulado a sua propagação em outras disciplinas. O desenvolvimento de preprints está ganhando terreno; importantes agências de financiamento estão apoiando preprints, e também o SciELO está planejando a criação de um repositório de preprints para autores da América Latina e o Sul Global em geral. Read More →

Aumenta a adoção de avaliação por pares aberta

Ao analisar como surgiu e evoluiu a instituição ‘peer review‘, é possível compreender a atual transição por que passa o processo de avaliação por pares, em direção a maior abertura, transparência e responsabilidade. Read More →

SciELO e o futuro dos periódicos

A participação conjunta dos periódicos e do SciELO na superação dos problemas que afetam a comunicação científica no contexto nacional e global foi o tema central da reunião anual de 2016 do SciELO Brasil. Os avanços na profissionalização, internacionalização e sustentabilidade dos periódicos SciELO estão aperfeiçoando a sua relevância nas funções chave de validação das pesquisas e conformam uma nova etapa na evolução do SciELO. Read More →

O que é este tema dos preprints?

Os preprints permitem a comunicação científica de forma mais rápida, complementam a publicação tradicional nos periódicos acadêmicos e determinam as prioridades. Este procedimento poderá mudar o sistema de arbitragem e enfocar o papel desempenhado pelos periódicos acadêmicos. Read More →

Estudo aponta que artigos publicados em inglês atraem mais citações

Entre os inúmeros fatores que influenciam a prática de citações na comunicação científica, o idioma da publicação desempenha um papel fundamental. Um estudo de pesquisadores argentinos mostrou que artigos em inglês recebem mais citações do que aqueles publicados em outros idiomas. Apesar de ser percebidos por muitos como de qualidade e relevância inferiores, os artigos em espanhol de dois periódicos latino-americanos avaliados cegamente não foram, de fato, subqualificados. Read More →

É possível normalizar métricas de citação?

Os indicadores bibliométricos representam muito mais do que uma indicação da visibilidade, relevância e impacto de um artigo. Todo o perfil da carreira de um pesquisador pode ser resumido em um ou mais indicadores numéricos de produtividade e impacto da pesquisa que ele produz. Entretanto, as métricas de citações variam consideravelmente com a área do conhecimento, a idade da publicação, o tipo de documento e a cobertura da base de dados onde foram apuradas as citações. É possível normalizá-las? Veja aqui os desafios desta prática. Read More →

Fluxo de manuscritos e artigos processados pelos periódicos do SciELO Brasil em 2014 e 2015

O aperfeiçoamento da gestão de manuscritos é uma dimensão chave no avanço da profissionalização dos periódicos promovido pelo SciELO. Nos anos recentes o fluxo de manuscritos da coleção SciELO Brasil abarca mais de 80 mil submissões e cerca de 20 mil artigos publicados anualmente. Este post analisa este fluxo nas diferentes áreas temáticas. Read More →

Teses e dissertações: prós e contras dos formatos tradicional e alternativo

Com o intuito de agilizar a redação e avaliação da tese, instituições e programas de pós-graduação de vários países, inclusive do Brasil, estão optando por permitir que os candidatos que têm artigos publicados decorrentes da pesquisa do mestrado ou doutorado, substituam a redação dos capítulos da tese por estes artigos, encabeçados por uma introdução, conclusão e revisão da literatura científica. Seria este formato ideal e aplicável a todos? Read More →