Tag: Avaliação Da Ciência

Propostas de financiamento a pesquisa enviadas ao NIH podem citar preprints

O uso de preprints como meio de acelerar a comunicação das pesquisas vem se tornando uma prática frequente em muitas áreas do conhecimento, também como forma de aperfeiçoar o processo de avaliação por pares. Os National Institutes of Health, renomada instituição norte-americana de pesquisa e agência de fomento anunciou recentemente que propostas de financiamento e relatórios estão autorizados a citar preprints “para acelerar a disseminação e aumentar o rigor de seu trabalho”. Read More →

Persistem as disparidades de gênero na ciência a despeito dos significativos avanços

A participação de mulheres como autores em publicações acadêmicas vem aumentando significativamente em todo o mundo e em todas as áreas do conhecimento, chegando a 49% no Brasil e Portugal, seguido da Austrália (44%) e União Europeia (41%). A equidade de gênero na ciência, entretanto, ainda tem um longo caminho a percorrer, especialmente nas funções de editoração e avaliação por pares. Um estudo realizado com mais de 41 mil artigos entre 2007 e 2015 mostra que editores do gênero masculino – que são maioria – selecionam preferencialmente pareceristas do mesmo gênero. Read More →

Abertura é a única qualidade de um artigo científico que pode ser objetivamente aferida

A qualidade de um artigo de pesquisa científica é uma preocupação muito difundida no meio acadêmico. O proxy mais utilizado se baseia em contagens de citações, não do próprio artigo, mas da média dos artigos que aparecem no mesmo periódico durante um determinado intervalo de tempo. Isso é conhecido como o Fator de Impacto do periódico, que pode ser objetivo dentro de sua própria definição, mas é totalmente desprovido de objetividade em relação à qualidade científica de artigos individuais. Somente algumas qualidades técnicas dos artigos podem ser avaliadas no momento de sua publicação e, significativamente, sua abertura, o grau em que os resultados da pesquisa que descrevem, podem ser imediatamente e universalmente compartilhados. Read More →

Resumos de pesquisa em linguagem simples: algo para todos [Originalmente publicado no eLife]

Mais de 50 periódicos e organizações científicas produzem uma ampla variedade de resumos em linguagem simples que estão disponíveis para trabalhos de pesquisa em muitas áreas diferentes da ciência e da medicina. Os resumos em linguagem simples podem ajudar aos periódicos de ciências biomédicas a chegar aos pacientes e a outras pessoas que podem se beneficiar da pesquisa. Esta diversidade significa que sempre haverá algo disponível para todos aqueles interessados na ciência, independentemente de sua formação científica. Read More →

Estamos no Radar do GSM?

O Google Scholar Metrics (GSM) oferece métricas alternativas ao Fator de Impacto JCR e ao SJR, a saber, o índice h-5. Para ingressar neste ranking mundial que cobre mais de 40.000 periódicos é necessário somente publicar uma média de 20 artigos por ano e ser citado. Entretanto, existem centenas de periódicos (nossos periódicos) que não estão sendo indexados no GSM. Estão fora do Radar. Read More →

Internacionalização como indicador de desempenho de periódicos do Brasil: o caso da psicologia

O caminho para o fortalecimento das publicações científicas passa quase sempre por sua internacionalização. Publicar em inglês, entretanto, não é suficiente para atingir uma audiência realmente global e índices comparáveis aos periódicos de maior prestígio. Um estudo sobre o grau de internacionalização de periódicos de psicologia do Brasil mostra como se pode trilhar este caminho. Read More →

In memoriam: Eugene Garfield – 1925-2017

O pai da Cienciometria faleceu aos 91 anos em 27 de fevereiro de 2017, deixando uma produção de mais de 1.000 trabalhos e comunicações ao longo de 60 anos de pesquisa. Read More →

Avaliação sobre a reprodutibilidade de resultados de pesquisa traz mais perguntas que respostas

A iniciativa Reproducibility Project: Cancer Biology que tem por objetivo verificar a reprodutibilidade em pesquisa pré-clinica na área de oncologia foi lançada em 2013 como resultado da colaboração do Center for Open Science e a Science Exchange. Os primeiros resultados dos estudos de replicação acabam de ser publicados, porém sua interpretação requer uma abordagem cuidadosa. Read More →

Preprints – o caminho a seguir para o compartilhamento rápido e aberto do conhecimento

Preprints – versões de artigos científicos que ainda não foram formalmente revisados pelos pares antes da publicação – estão ganhando aceitação no mundo acadêmico. Eles oferecem acesso aberto, bem como publicação rápida, e seu sucesso por décadas na física tem estimulado a sua propagação em outras disciplinas. O desenvolvimento de preprints está ganhando terreno; importantes agências de financiamento estão apoiando preprints, e também o SciELO está planejando a criação de um repositório de preprints para autores da América Latina e o Sul Global em geral. Read More →

Aumenta a adoção de avaliação por pares aberta

Ao analisar como surgiu e evoluiu a instituição ‘peer review‘, é possível compreender a atual transição por que passa o processo de avaliação por pares, em direção a maior abertura, transparência e responsabilidade. Read More →